Canadá

Banco do Canadá faz corte maior que o esperado nas taxas de juro

O Banco Central do Canadá cortou esta quarta-feira (4) a taxa de juro de referência em 50 pontos base, para 1,25%. Corte foi o dobro do esperado pelos analistas e responde ao impacto do coronavírus e é idêntico ao realizado na véspera pela Fed.

O Banco Central do Canadá cortou esta quarta-feira (4) a taxa de juro de referência em 50 pontos base, para 1,25%. O corte foi o dobro do esperado pelos analistas, que apontavam para uma descida de 25 pontos base, e responde ao impacto do coronavírus, sendo idêntico ao realizado na véspera pela Fed.

O governador do Banco do Canadá, Stephen Poloz, já tinha “aberto a porta” em janeiro a uma descida nos juros perante a debilidade da economia canadiana. Este foi o primeiro corte na taxa de juro do Canadá desde 2015 e a descida de maior dimensão desde março de 2009.

No comunicado, o Banco do Canadá indica que o impacto negativo do coronavírus Covid-19 nas perspetivas económicas do Canadá e globais justifica a intervenção das autoridades monetárias.

“Está a ficar cada vez mais claro que o primeiro trimestre deste ano será mais fraco do que antecipávamos. A queda em termos de comércio do Canadá, se persistir, afetará o crescimento dos rendimentos”, assinala o banco central.
“O investimento privado também não aparenta estar a recuperar tão rapidamente como o esperado. E, adicionalmente, as greves de professores no Ontário, os bloqueios nas linhas ferroviárias e as tempestades em algumas regiões estão a penalizar a atividade económica no primeiro trimestre deste ano”, acrescenta.
“Face a estes desenvolvimentos, a perspetiva é claramente mais fraca agora do que era em janeiro. O Banco do Canadá permanece pronto a ajustar mais a política económica se for necessário para estimular o crescimento económico e manter a inflação dentro das metas definidas”, refere ainda a instituição.

O Banco do Canadá nota que continua a “acompanhar de perto as condições económicas e financeiras, em coordenação com os restantes bancos centrais do G7”.
A próxima reunião agendada do Banco do Canadá está prevista para 15 de abril.

JN/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW