Brasil

Repórteres Sem Fronteiras dizem ser “absurda” denúncia contra jornalista Glenn Greenwald

A organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) considera “absurda” a denúncia do Ministério Público Federal (MPF) do Brasil contra o jornalista Glenn Greenwald, responsável pela investigação jornalística conhecida como ‘Vaza Jato’, num inquérito sobre invasão de telemóveis de autoridades.

“Entendemos que a acusação apresentada [esta terça-feira] pelo MPF contra o jornalista Glenn Greenwald é absurda”, disse Artur Romeu, do escritório da RSF para a América Latina no Rio de Janeiro, em declarações à Lusa através de email.

“A denúncia afirma que houve ‘clara conduta de participação auxiliar no delito’, com base em diálogos que apontam para a preocupação do jornalista em proteger o anonimato da fonte. A afirmação demonstra um profundo desconhecimento sobre o que é o jornalismo investigativo. E pior, é usada como pretexto para retaliar e intimidar o jornalismo crítico que [atente contra] os interesses daqueles que ocupam espaços de poder”, considera a organização não-governamental (ONG) de defesa dos jornalistas e da liberdade de expressão e de informação.

Leia mais no JN

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW