Brasil

Brasil volta a bater recorde trágico: mais 3650 mortos pela covid em 24 horas

View of medical workers and COVID-19 patients at the Dr. Abelardo Santos Regional Hospital in Belem, Para state, Brazil, on March 26, 2021. – The hospital has 145 beds exclusively for COVID-19 patients. (Photo by TARSO SARRAF / AFP)

O Brasil registou esta sexta-feira o recorde trágico de 3650 vidas perdidas devido à covid-19 em 24 horas, totalizando 307 112 óbitos desde o início da pandemia, segundo dados do Ministério da Saúde.

Na última terça-feira, o Brasil ultrapassou, pela primeira vez, as três mil vítimas mortais (3251), marca que foi superada esta sexta-feira, 13 meses após o primeiro caso do novo coronavírus ter sido registado em solo brasileiro.

O Brasil, que atravessa o seu momento mais crítico da pandemia, foi esta sexta-feira, tal como tem ocorrido nas últimas semanas, o país que mais vítimas mortais somou nas últimas 24 horas em todo o mundo, bem acima dos Estados Unidos.

Em relação ao número de infetados, o total subiu esta sexta-feira para 12 404 414, após as autoridades de saúde terem contabilizado 84 245 diagnósticos positivos, de acordo com o último boletim epidemiológico da pasta da Saúde.

Contudo, os números totais podem ser ainda superiores, uma vez que o Estado do Ceará não inseriu os seus dados desta sexta-feira devido a problemas técnicos.

A taxa de incidência da doença no país é agora de 146 mortes e 5903 casos por 100 mil habitantes, numa nação com uma população estimada em 212 milhões de habitantes.

São Paulo, foco da pandemia no Brasil, registou esta sexta-feira um novo recorde de mortes, chegando às 1193 vítimas mortais em apenas 24 horas, além de 21 489 novos casos.

Há três dias, aquela que é a unidade federativa mais rica e populosa do país, havia ultrapassado, pela primeira vez, os mil óbitos num só dia (1021).

JN

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER