BlogTemas de Capa

Nova Iorque De 2001 aos dias de hoje

Nova Iorque De 2001 aos  dias de hoje-us-mileniostadium
Photo: Marcelino Martins / @myphotos.nyc

Quando saio para fotografar Downtown New York City fico fascinado com a história, arquitetura e a paisagem. Mas também observo sem a minha câmera. O que vejo agora e vi nos 19 anos desde 9/11?

A primeira vez que visitei Downtown – Wall St, Seaport, Brooklyn Bridge, City Hall, Torres Gêmeas – foi em 1997, quando vim morar para os Estados Unidos. Voltei várias outras vezes ao longo dos anos e, em 2011, vim para ficar. Olhando este bairro podemos ver tudo o que marca e marcou os Estados Unidos nos últimos 20 anos: Ground Zero, Global Financial Crisis, Occupy Wall St, Sandy, BLM.

A minha visita mais marcante foi em outubro de 2001. Lembro o fumo no ar, com o fogo ainda ardendo. Lembro as paredes cobertas de mensagens e fotos sobre as vítimas. Lembro quase metade de Downtown simplesmente não mais ali.

Vários anos depois presenciei a reconstrução. Em vez de tentar voltar a ser só o centro financeiro que tinha sido, este bairro se transformou num lugar residencial agradável e animado para jovens e famílias. Essa energia sofreu um grande choque este ano, quando todos os visitantes e muitos moradores se afastaram com a pandemia, mas espero que volte.

Não posso dizer se o mundo mudou depois de 9/11, mas posso contar o que tenho presenciado, anos depois. Lembro um taxista vítima não só de racismo, mas também de ignorância que me contou como o seu turbante sikh o transformava em muçulmano radical aos olhos de alguns passageiros. Lembro subir a rua e reparar nas forças policiais junto ao Federal Reserve na mesma manhã que um atentado a esse prédio foi evitado. Lembro o dia de Halloween, que começou com planos de trick or treat, acabar com notícias de um carro usado como arma contra corredores e ciclistas, bem perto de nós.

Falando de segurança, o que tem um papel central em duas coisas a princípio completamente diferentes como War on Terror e protestos por igualdade e equidade? A força policial de NYC. Já os vi no Ground Zero, dentro daquele fumo. Já os vi evitar atentados. Mas também já os vi prender jovens por não pagarem $3 de subway, mas só os negros. E também já os vi escondidos em grandes números perto da Brooklyn Bridge em dia de protestos Black Lives Matter, todos eles com várias daquelas algemas plásticas, aguardando os manifestantes chegarem perto, apesar da manifestação ser pacífica.

NYC, e Downtown, irão continuar a ter contrastes e contradições, irão continuar a se reconstruir e reinventar e, espero, irão ser e fazer melhor. E eu dou valor todos os dias ao privilégio que é estar aqui para assistir, aprender, e, de vez em quando, tirar umas fotos.

Marcelino  Martins/MS

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW