BlogSaúde & Bem-estar

Medos para todos os gostos

Há quem diga que não os tem e outros que receiam coisas um pouco fora do comum! Há, realmente, medos para todos os gostos mas apesar de para nós parecerem não fazer sentido, não devemos desvalorizar as fobias de outras pessoas. Esta perturbação psicológica, que se caracteriza por um medo “exagerado” ou a impossibilidade de tolerar algo, pode inclusivamente provocar sintomas físicos e prejudicar a vida pessoal e profissional, devendo ser estudada e tratada por um médico da especialidade.  Se não forem tratadas a tempo, há tendência para que estas fobias se agravem, condicionando cada vez mais a vida de quem delas sofre.

Dito isto, há, de facto, alguns medos que são um pouco mais bizarros que outros. Querem conhecer alguns?

Penterofobia

As piadas sobre sogras ou sogros são intermináveis, como bem sabemos. Mas há quem realmente não se consiga aproximar destes familiares, por conta de uma aversão ou de um medo “exagerado” e irracional.

Uranofobia

Se para alguns olhar para o céu é quase um ritual de relaxamento, para outros é exatamente o contrário: a uranofobia é um medo mórbido do céu e de toda a mística associada. Esta fobia está relacionada também ao medo de morrer e/ou de não ter feito o suficiente para merecer ascender ao céu.

Paraskavedekatriafobia

Só a palavra já mete medo, não? Mas, apesar de longa, é muito fácil de explicar: é a síndrome que afeta quem tem pavor a sextas-feiras 13, comummente associadas a um dia de azar.

Hipopotomonstrosesquipedaliofobia

Por falar em palavras grandes… também há uma fobia para isso! Este “palavrão” é um neologismo que designa o medo fora do normal de verbalizar de forma errada palavras longas ou muito complicadas. Um bocado irónico, não?

Nomofobia

Numa época em que quase não vivemos sem os nossos smartphones, esta fobia tem vindo a afetar um crescente número de pessoas. Um estudo publicado pela City University de Hong Kong concluiu que os estudantes universitários entrevistados, com idades entre os 18 e 37 anos, veem os seus smartphones, tablets e notebooks como uma extensão dos seus corpos. Assim, quando privados de os usar, manifestam  desconforto, angústia e ansiedade – alguns dos sintomas da nomofobia.

Pediofobia

Com certeza já deram de caras com bonecos bem assustadores – principalmente em casa das nossas avós (até me arrepio!). Por outro lado, existem outras bonecas bastante bonitas e que nos fazem relembrar a nossa infância… Mas há quem não consiga tolerar estar perto ou sequer olhar para elas, independentemente do seu aspeto!  Quem sofre de pediofobia tem medo de tudo que é humanóide ou que tem leves características humanas, tais como manequins, fantoches ou bonecos de ventríloquos.

Eisoptrofobia

Os espelhos têm muitas superstições associadas – como os sete anos de azar em caso de os partirmos, por exemplo. Esta e outras crenças – entre elas as ligações sobrenaturais ou até mesmo o facto de não atender aos padrões de beleza impostos pela sociedade -, podem facilmente resultar num medo incontrolável de espelhos em pessoas ansiosas – a eisoptrofobia, também conhecida como catoptrofobia e espectrofobia.

Inês Barbosa/MS

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

Close
Close