Madeira

Suspeito de atear fogo fica internado em hospital psiquiátrico

O homem de 68 anos que é suspeito de ter ateado fogo à sua própria casa, na Quinta do Leme, no domingo, vai ficar em prisão preventiva na Casa de Saúde S. João de Deus. Esta foi a medida de coacção determinada esta tarde pela juíza Susana Mão de Ferro, titular do Juízo de Instrução da Comarca da Madeira.

O arguido encontra-se indiciado da prática de um crime incêndios, explosões e outras condutas especialmente perigosas, no qual incorre quem “provocar incêndio de relevo, nomeadamente pondo fogo a edifício ou construção”.

É de referir que se o arguido tiver alta no hospital psiquiátrico será enviado para a cadeia.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER