Madeira

Santa Cruz quer ser capital das flores

Foi apresentada, esta manhã, a edição de 2020 do Santa Cruz em Flor. Na ocasião, o Presidente Filipe Sousa destacou a aposta do Município em ter o seu próprio calendário cultural e recreativo, não numa óptica de fazê-lo contra o que já existe na Região, mas sim perseguindo a ideia de que Santa Cruz merece e tem, de facto, características que a tornam única e atrativa.

Uma ideia aliás partilhada por Isabel Borges, a qual disse que nunca tinha sido tão bem recebida num lugar como o foi em Santa Cruz. Destacou as qualidades únicas do concelho e o trabalho da actual equipa responsável pelos destinos da autarquia. Opinião na qual foi secundada por Luís Madrugada, que prometeu trazer mais carros clássicos este ano a Santa Cruz, reforçando assim dois eventos que, em seu entender, têm disso uma mais valia para o concelho: o Natal e o Santa Cruz em Flor.

Aliás, o momento alto do Santa Cruz em Flor serão os Clássicos em Flor, a 10 de maio, com mais de 20 carros clássicos a percorrerem as ruas da sede de concelho, acompanhados pelo projecto de Isabel Borges, que pretende trazer a Santa Cruz um grupo de 150 figurantes.

Destaque, ainda, para a inauguração dos Cenários e Instalações Artísticas, apresentados hoje por Emanuel Gaspar e Carlos Ramos, e que vão embelezar e enriquecer vários pontos da cidade.

Do programa consta também, como explicou Tomásia Castro, um concurso de jardins, cujas inscrições estão abertas entre 5 a 12 de março, para as categorias de montras e janelas, mais direccionado para o comércio; jardins particulares, quintas, empreendimentos turísticos e escolas/associações sem fins lucrativos. Para as quatro primeiras categorias o prémio será monetário e para a última em géneros.

O programa prevê animação de rua todos os fins de semana. A 29 de abril, na cerimónia de abertura, será erguido o Muro da Paz pelos alunos das escolas de primeiro ciclo do concelho e vão ter lugar momentos musicais.

Em nome dos restantes presidentes das juntas de freguesia, Milton Teixeira, do Caniço, realçou a importância do certame numa cultura de orgulho e de ligação à terra por parte dos residentes e numa inegável atracção para quem nos visita.

DN Madeira

Redes Sociais - Comentários

Fonte
DN Madeira
Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

Close
Close