Madeira

Preços na Madeira a baixar consecutivamente desde há um ano

Em Outubro de 2019, na Região Autónoma da Madeira (RAM), a variação média registada pelo Índice de Preços no Consumidor (IPC) nos últimos doze meses – Total Geral – foi de 0,3%, inferior em 0,3 pontos percentuais (p.p.) ao observado no mês anterior, segundo as contas divulgadas hoje pela Direcção Regional de Estatística, sendo um facto que há praticamente um ano (desde Novembro do ano passado) que os preços estão a baixar para os consumidores, na generalidade.

“O indicador de inflação subjacente, medido pelo índice total excluindo produtos alimentares não transformados e energéticos, apresentou uma taxa de 0,2%, valor inferior em 0,3 p.p. ao observado no mês anterior”, acrescenta.

Quando a classes, a das ‘Bebidas alcoólicas e tabaco’ foi a que registou a maior variação positiva (3,7%), seguida das classes dos ‘Bens e serviços diversos’ (1,5%) e dos ‘Transportes’ (1,3%). Em sentido inverso, as maiores variações negativas foram observadas nas classes do ‘Vestuário e calçado’ e ‘Comunicações’, com -4,8% e -2,2%, respectivamente”.

Refira-se que no País, o valor daquela taxa foi de 0,4%, valor inferior em 0,1 p.p. ao registado no mês anterior.

Já no que toca à taxa de variação homóloga, ou seja, a variação de preços em relação ao mesmo mês do ano anterior (Outubro de 2019 face a Outubro de 2018) foi de -1,6%, inferior em 1,6 p.p. ao observado no mês anterior”. Nesse particular, a classe das ‘Bebidas alcoólicas e tabaco’ apresentou a maior variação positiva (2,7%) e a do ‘Vestuário e calçado’ a maior variação negativa (-4,9%), enquanto as classes dos ‘Transportes’ e do ‘Vestuário e Calçado’ foram as que mais contribuíram para a formação desta taxa, com -0,6 p.p. e -0,4 p.p., respectivamente.

A nível nacional, por outro lado, a taxa de variação homóloga, em Outubro de 2019 foi nula, valor superior em 0,1 p.p. ao registado no mês anterior.

Por fim, a nível mensal, a variação dos preços, em Outubro de 2019, foi de -3,4% (0,9% em Setembro de 2019). Analisando por classes de despesa, verificou-se que a classe dos ‘Transportes’ apresentou a maior variação negativa (-14,2%) e a dos ‘Acessórios para o lar, equipamento doméstico e manutenção corrente da habitação’ a maior variação positiva (1,4%).

Em Outubro de 2019, o valor médio das rendas de habitação por metro quadrado de área útil, na Região, foi superior em 0,3% ao registado no mês anterior.

Por fim, a nível nacional, a taxa de variação mensal foi nula (1,1% em Setembro de 2019).

DN Madeira

Redes Sociais - Comentários

Fonte
DN Madeira
Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close