Madeira

Navio português está sob ataque de piratas no Golfo da Guiné

Um navio de bandeira portuguesa e registado do MAR, ou seja ostentando o nome ‘Madeira’ no casco, está sob ataque pirata ao largo da costa do Benim, no Golfo da Guiné, costa ocidental africana.

O ‘Tommi Ritscher’, um navio-contentor com capacidade para 4.785 TEU, operado por uma companhia alemã, foi abordado por uma lancha que posteriormente saiu de cena quando uma outra embarcação se aproximou, ainda assim deixando os piratas a bordo.

Da tripulação composta por 19 elementos, 14 dos quais filipinos, 3 russos, um ucraniano e um búlgaro (o Comandante), 11 terão conseguido refugiar-se na cabine, que tem meios de garantir que ninguém entra, mas outros oito ficaram de fora, não se sabendo se estão sequestrados pelos piratas.

A grande preocupação do armador Transeste Schiffahrt-Jork é com a segurança da tripulação do navio, pelo que esta manhã pediu a ajuda das forças armadas nacionais do país africano para intervir na operação de libertação do navio, autoridades do Benim que por sua vez terão pedido ajuda da Nigéria, país vizinho.

Notícias de sites especializados do sector do ‘shipping’ dizem que dois navios de guerra do Benin estarão no local e a Nigéria terá mandado um barco-patrulha.

DN Madeira

Redes Sociais - Comentários

Fonte
DN Madeira
Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

Close
Close