Madeira

Não abra a porta a estranhos, avisa o Governo

Há um apelo às pessoas para que não abram portas a estranhos. Um comunicado, que deve ser lido por todos e levando a preceito, foi hoje emitido pela Autoridade Regional das Atividades Económicas (ARAE) na sua página no sítio oficial do Governo Regional da Madeira.

Assim, no “apelo à população da Região Autónoma da Madeira”, divulgado esta quinta-feira, a ARAE explica que “na sequência de inúmeros pedidos de informações acerca de rastreios e visitas domiciliárias”, o sensato é que as pessoas permaneçam “nas suas habitações e, consequentemente, lá não aceda a quaisquer solicitações que não advenham directamente das autoridades oficiais de saúde e segurança na Região”.

E continua: “A ARAE entende que este não é momento de abrir a porta das suas habitações a estranhos, desde logo por potencialmente poderem ser focos de contaminação, assim como não é momento de sair de casa para efectuar qualquer tipo de rastreio que não seja ordenado e acompanhado pelas entidades oficiais da RAM.”

Por conseguinte, a “ARAE pede encarecidamente cuidados redobrados às famílias que possuem idosos que habitem sozinhos e que, dentro das suas possibilidades e do nível de deslocação autorizado, que os vigiem permanentemente”.

A autoridade de actividades económicas garante que “continua no terreno para garantir a segurança da população na Região e colaborar nos procedimentos possíveis de contenção do COVID-19”, reforçando o apelo “à colaboração de todos, dos operadores económicos em actividade à população em geral, para o integral cumprimento das medidas em vigor, de forma a auxiliar na contenção desta pandemia na Região”, conclui a nota assinada pelo Inspetor Regional, Luís Miguel Rosa.

DN Madeira

Redes Sociais - Comentários

Fonte
DN Madeira
Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

Close
Close