Madeira

Governo Regional entrega a primeira viatura eléctrica ao Porto Santo

Quinze dias depois de ter sido implementada a medida de apoio à aquisição de veículos 100% eléctricos, no Porto Santo, foi entregue a primeira viatura, num momento que foi assinalado com a presença do director regional da Administração Pública do Porto Santo, Jocelino Velosa, e do presidente da Câmara Municipal, Idalino Vasconcelos.

Esta medida, integrada no Programa de Incentivo à Mobilidade Eléctrica da Região Autónoma da Madeira (PRIME-RAM), pretende incentivar a aquisição de viaturas 100% eléctricas, nesta primeira fase no Porto Santo e, numa segunda etapa, alargando também à Madeira, o que se prevê que venha a acontecer já no próximo ano.

Trata-se de um esforço financeiro do Governo Regional na ordem do meio milhão de euros e corresponde à comparticipação de, no caso de pessoas singulares, um valor máximo de 10 mil euros por automóvel ligeiro e 1.300 euros por motociclo de 2 a 4 rodas ou ciclomotor. No caso de pessoa coletiva, o apoio vai até aos 7.500 euros por automóvel ligeiro e 650 euros por motociclo de 2 a 4 rodas ou ciclomotor.

A este apoio podem candidatar-se todas as pessoas singulares que, à data da compra, comprovem que é no Porto Santo que se situa a sua residência habitual por período superior a 183 dias e aí estejam registadas para efeitos fiscais, bem como as pessoas colectivas que tenham sede ou direcção efectiva naquele território e que neste, comprovadamente, obtenham a maior parte dos seus rendimentos.

O incentivo é concedido no momento da aquisição, de forma a que o comprador apenas pague ao concessionário/stand protocolado o valor do veículo já abatido do apoio concedido pelo Governo Regional.

Neste momento, os concessionários/stands que assinaram o Protocolo com o Governo Regional são a Diversauto, a Auto Zarco, a Madeira Motores, a Madeira Auto Car, a C. Santos e a Byrd Madeira Store embora este processo ainda não esteja fechado.

Recorde-se que o PRIME-RAM surge no âmbito do Plano de Acção de Mobilidade Urbana Sustentável (PAMUS) e do Projeto “Porto Santo Sustentável – Smart Fossil Free Island”, que tem permitido desenvolver várias acções no âmbito da estratégia de sustentabilidade ambiental, social e económica da ‘ilha dourada’.


Autor(a):
Fonte: DN Madeira

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close