Madeira

Governo atribui 18 distinções no dia da Região

O historiador Alberto Vieira, falecido a 25 de Fevereiro do corrente ano, receberá no próximo dia 1 de Julho, Dia da Região, e a título póstumo, a mais alta condecoração regional: a Insígnia Autonómica de Valor. Esta será uma das 18 Insígnias Honoríficas Madeirenses atribuídas pelo Governo Regional na próxima segunda-feira, numa cerimónia que vai decorrer no Fórum Machico.

Na lista de agraciados deste ano constam 16 personalidades, 4 das quais a título póstumo, e duas instituições. Para além de Alberto Vieira, o engenheiro António Reis, responsável por obras como as pontes de João Gomes e Socorridos, será também distinguido com a Insígnia Autonómica de Valor.

A Insígnia Autonómica de Distinção é atribuída a título póstumo ao padre salesiano Fernando Eusébio de Castro, bem como ao empresário António Dias Gonçalves, o engenheiro agrónomo António Miguel Franquinho Aguiar, ao ex-bailarino e coreógrafo Carlos Sousa Fernandes, ao professor Jorge Moreira de Sousa e ao Centro Regional da Madeira da RTP.

Entre as 10 Insígnias Autonómica de Bons Serviços que serão impostas no próximo dia 1 de Julho, destaque-se as Irmãs Hospitaleiras do Sagrado Coração de Jesus, nas duas instituições que gerem na Região (Casa de Saúde Câmara Pestana e Centro de Reabilitação Psicopedagógica da Sagrada Família), os empresários José Nicolau Faria Fernandes Correia, José Alberto Caires, José Maria Brazão, os enfermeiros Maria Odete Bacanhim e Manuel Remesso Freitas Timóteo, que a par do engenheiro Carlos Augusto Bandeira, recebe a título póstumo, o militar Bernardino Arlindo Raleira Laureano, os médicos Carlos Alberto Ramos Pereira e Joaquim Vieira.

As Insígnias Honoríficas Madeirenses, cujo regime jurídico foi aprovado em 2003, visam distinguir, em vida ou a título póstumo, os cidadãos, colectividades ou instituições que se notabilizarem por méritos pessoais ou institucionais, actos, feitos cívicos ou serviços prestados à Região. Desde então, por ocasião das comemorações do Dia da Região e das Comunidades Madeirenses’, assinalado a 1 de julho de cada ano, são distinguidos pelo Governo Regional aqueles que, de acordo com o que está definido na referida legislação, deram o seu contributo à Madeira e à sua população.

Redes Sociais - Comentários

Fonte
DN Madeira
Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER

Close
Close