Madeira

Empresa luso-venezuelana na Região já exporta 50% do que produz

O vice-presidente do Governo Regional visitou, esta segunda-feira, a ‘Internacional Paper Company’, empresa que se levantou na Região pelas mãos de empresários luso-venezuelanos, que abandonaram o país sul-americano depois da crise que ali se instalou.

A ‘International Papel Company’ dedica-se à produção de sacos de papel e, explicou Pedro Calado, todos os produtos que utilizam são amigos do ambiente. Satisfeito com o sucesso da empresa, o vice-presidente do Governo Regional conta a história: “Este projecto começou há dois, três, anos, quando o nosso actual presidente do Governo Regional visitou a Venezuela e incentivou a que os investidores da Venezuela viessem para a Madeira e investissem na Região”. Com o agravamento da situação política venezuelana, estes empresários saíram do país e instalaram-se na Região: “Encontraram aqui um local positivo, para realizar o investimento em segurança, e fazer a produção de matéria prima e de produtos finais, não só para consumo da Região mas também para exportação”.

A ‘Internacional Paper Company’ nasceu com capitais próprios de luso-venezuelanos, “mais de dois milhões” de euros, disse Pedro Calado. A empresa criou, para já, 10 postos de trabalho. Destes, explicou, “80% são luso-venezuelanos e, desses 80%, 60% vieram do Centro de Desemprego”. O negócio caminha a passos largos e, actualmente, mais de 50% da produção é para exportação: “Estamos a falar de quase 400 toneladas, quase um milhão de euros de facturação, que antigamente a Região importava e que, neste momento, produz com pessoas oriundas da Venezuela que estão cá a trabalhar”, sublinhou o governante, acrescentando: “Dá-nos uma grande satisfação porque são capitais próprios que vêm da Venezuela para a Região, são criados postos de trabalho na Madeira, dá a possibilidade a pessoas que estavam na Venezuela em situações muito difíceis, de constituírem aqui a família e terem estabilidade social e laboral. E, neste momento, a Madeira deixa de importar, produz cá e exporta”.

Pedro Calado defende que o trabalho do Governo Regional tem incentivado a que novos negócios surjam na Madeira, gerando riqueza: “Vemos que todas as medidas que estamos a constituir na Região levam à confiança destes empresários, à criação de postos de trabalho, dão estabilidade social”. A ‘Internacional Paper Company’, explica o número 2 do executivo madeirense, está “em franca expansão”. Por isso, “há mais equipamento a adquirir, no valor de cerca de um milhão e meio de euros, para dar continuidade ao projecto”.

Pedro Calado disse ainda que em breve serão anunciadas novas medidas de incentivo à exportação.


Autor(a):
Fonte:

Redes Sociais - Comentários

Fonte
DN Madeira
Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close