Madeira

Conselho Médico da Madeira não tem previstas quaisquer recomendações aos médicos

Perante o número crescente de casos de infecção pelo Covid-19 em território nacional, e embora a Madeira ainda não tenha nenhum caso confirmado, aumenta o receio dos efeitos que esta epidemia possa ter na Região.

O DIÁRIO teve conhecimento de que são vários os profissionais de saúde que têm manifestado alguma preocupação perante a ausência daquilo que dizem ser medidas efectivas de contenção do Covid-19 na Madeira, nomeadamente o controlo nos aeroportos e nos portos, o enceramento de escolas para evitar maior número de contágios, entre outras medidas. Há, inclusive, alguns médicos que questionam o papel do Conselho Médico da Região Autónoma da Madeira, que até à data ainda não se pronunciou sobre esta temática.

Procurando uma posição deste órgão, o DIÁRIO contactou no final da manhã desta quarta-feira o seu presidente. Carlos Martins deu conta ao nosso jornal de que ainda não havia recebido qualquer contacto de nenhum colega manifestando qualquer preocupação nesse âmbito. “Eu não ligo às redes sociais”, disse o médico quando confrontado com eventuais opiniões manifestadas nas redes sociais. “Se algum colega tem alguma preocupação ou alguma dúvida que fale comigo ou com algum elemento da equipa”, acrescentou, apelando a que sejam adoptados os meios habituais de comunicação da Ordem dos Médicos (OM).

Além disso, o médico remeteu para os órgãos nacionais da OM a divulgação de comunicados ou recomendações, conforme já aconteceu, salientando não estar prevista qualquer mudança nesse sentido, embora esteja convocado para uma reunião com o IASaúde, que terá lugar esta tarde.

DN Madeira

Redes Sociais - Comentários

Fonte
DN Madeira

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW