Madeira

Chumbos e desistências aumentaram no ensino básico na Madeira

A taxa de retenção e desistência no ensino básico da Região Autónoma da Madeira situou-se nos 5,8%, mais 0,2 pontos percentuais do que em 2016/2017.

Os dados foram divulgados na Série Retrospectiva da Educação da Região Autónoma da Madeira, actualizada com informação do ano lectivo de 2017/2018, disponibilizada pelo Observatório de Educação da Região Autónoma da Madeira (OERAM), enquanto unidade nuclear da Direcção Regional de Inovação e Gestão (DRIG), da Secretaria Regional de Educação.

Já a taxa de transição e conclusão no ensino secundário em 2017/2018 apresentou um valor de 83,6%, mais 0,1 ponto percentual do que no ano lectivo anterior.

No que diz respeito ao ensino superior, em 2017/2018, estavam inscritos um total de 3,2 mil alunos na Região (-1,3% do que no ano lectivo anterior), dos quais 84,2% no ensino superior público (2,7 mil). O número de estabelecimentos deste nível de ensino é de 8 unidades (6 públicos e 2 privados), tendo o número de docentes ascendido a 349 (340 em 2016/2017).

No ano lectivo de 2017/2018, 125 estabelecimentos ministravam educação pré-escolar na RAM (129 no período precedente), fixando-se o número de educadores de infância em 750 (737 em 2016/2017).

O número de alunos registou o seu mínimo em 2017/2018, ou seja, 5,6 mil crianças inscritas (-5,4% face ao ano lectivo anterior). Note-se que este valor já foi de 8 mil crianças, em 2005/2006.

Em 2017/2018 estavam matriculados 26,8 mil alunos no ensino básico, representando uma quebra de 2,0% face ao ano lectivo anterior (-1,6% no 1.º ciclo; -1,8% no 2.º ciclo; -2,6% no 3.º ciclo).

Aquele total corresponde ao valor mais baixo observado nos últimos 19 anos, sendo que 1999/2000 (1º ano da série) foi, ao invés, o ano lectivo que contabilizou o mais elevado número de alunos inscritos, cerca de 38,2 mil.

De salientar que estes valores extremos da série correspondem a uma quebra de 11,4 mil alunos. No ensino secundário existiam 10,8 mil alunos inscritos (-0,7% que no ano lectivo 2016/2017), valor que em 2005/2006 atingiu o seu máximo, 11,9 mil alunos.

Em termos globais (do ensino pré-escolar ao ensino secundário), no ano lectivo 2017/2018, estavam matriculados na RAM 43,2 mil alunos, o que representa uma diminuição de 942 alunos em relação ao ano lectivo anterior, reflectida em todos os graus de ensino.

O número de alunos matriculados no ensino pré-escolar tem apresentado reduções sucessivas desde 2010/2011, os alunos no ensino básico do 1.º ciclo desde 2007/2008, os alunos no 2.º ciclo desde 2011/2012, os alunos no 3.º ciclo desde 2013/2014 e os alunos no ensino secundário desde 2015/2016. Do total destes alunos, o ensino público absorve 80,3% das matrículas e o ensino privado 19,7%.

No que respeita ao pessoal docente afecto ao ensino pré-escolar, básico e secundário, estiverem em funções 6,2 mil docentes (6,3 mil no ano precedente).

Redes Sociais - Comentários

Fonte
DN Madeira
Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER

Close
Close