Madeira

Campanha de passes para estudantes

Com o arranque do novo ano escolar, que decorrerá entre os dias 10 e 16 de setembro, o Governo Regional da Madeira pretende atrair mais alunos para a compra do passe de estudante, tendo lançado, para o efeito, uma campanha dirigida aos alunos e às suas famílias.

O início do ano lectivo é um momento importante para a alteração de comportamentos em termos de optimização das deslocações das famílias, podendo as mesmas repensar os seus padrões de mobilidade por esta altura.

No essencial, esta campanha pretende lembrar que o preço dos passes desceu, inclusive para os estudantes, que passam agora a pagar 22,5 euros no caso dos passes urbanos e 30 euros para os passes interurbanos.

A campanha, que decorre até ao dia 16 de setembro, tem sido divulgada em vários meios de comunicação social regionais e em todos os concelhos, mas também em algumas das plataformas digitais do Governo Regional.

A campanha está inserida no projecto CIVITAS DESTINATIONS a que pertence o Governo Regional que visa melhorar a mobilidade dos residentes e turistas da Região.

Com a adesão ao passe estudante, além de assegurarem o transporte entre as suas residências e os respectivos estabelecimentos de ensino, os alunos e as famílias passam a ter também mais rendimento disponível, dada a redução do custo dos passes.

Por exemplo, para o concelho de Câmara de Lobos, uma família de 4 pessoas pode poupar por ano 2600€, já para o concelho do Porto Moniz a mesma família pode poupar por ano até 4700€.

Uma outra razão para que os alunos optem pelos transportes públicos para se deslocarem de casa à escola é a questão da protecção ambiental, maximizando a utilização destes, reduzindo a emissão de dióxido de carbono e o consumo de combustível.

Refira-se que, com a redução do custo dos passes, promovida pelo Governo Regional, houve um aumento significativo na procura, situando-se entre os 25 e os 30 mil o total de passes vendidos, incluindo passes urbanos e interurbanos, o que corresponde a um crescimento acima dos 30%. O objectivo é que esse número venha a aumentar ainda este ano e nos próximos.


Autor(a):
Fonte: DN Madeira

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close