Madeira

Câmara de Lobos vai ter mais quatro hotéis

O centro histórico de Câmara de Lobos terá até 2022 quatro novas unidades hoteleiras, num total de cerca de 250 novas camas, revelou à Lusa o presidente do município, Pedro Coelho.

“No total, estima-se que entre 2019 e 2022 possam existir no centro histórico de Câmara de Lobos cerca de 200 a 250 camas turísticas”, disse.

O primeiro hotel, junto à baía, será um Pestana Churchill.

“As obras estão em fase de conclusão e estima-se a sua abertura no mês de Junho”, explicou o autarca, referindo que a nova unidade é dotada de 57 quartos e terá “impacto directo na criação de emprego e impulsionará a dinâmica turística da cidade”.

Já em Abril ou Maio deste ano, deverão começar as obras do hotel Torre Bella “num antigo edifício municipal devoluto”, com capacidade para 35 quartos e que deverá estar pronto no prazo de dois anos.

Ainda sem data, “já que se encontra em fase de licenciamento”, irá nascer o Churchill Boutique Hotel, que ficará localizado no complexo balnear das Salinas e “resultará na criação de cerca de 47 quartos turísticos, bem como na reabilitação do antigo restaurante Espada Preto, inoperacional há já alguns anos”.

O autarca referiu ainda o Churchill’s Palace, que confina com o miradouro Churchill e é sobranceiro à baía de Câmara de Lobos.

“O projecto está em fase de licenciamento e visa a reconversão de um quarteirão actualmente degradado e com uma arquitectura desenquadrada paisagisticamente, onde surgirá um restaurante e cerca de 20 camas turísticas”, afirmou.

Além dos hotéis previstos, estão em fase de conclusão duas pequenas unidades de alojamento local.

As constantes referências ao ex-primeiro-ministro britânico Winston Churchill nos diversos hotéis provêm do facto de ter passado por esta cidade em 1950 — há mesmo uma “icónica imagem de Churchill a pintar a baía de Câmara de Lobos”.

A imagem foi publicada, à data, em importantes órgãos da imprensa internacional, com destaque para o New York Times.

“Foi de tal forma marcante a sua presença em Câmara de Lobos que o miradouro existente no local onde pintou passou a ser conhecido pelo seu nome, perdendo progressivamente relevância o topónimo precedente, Miradouro do Espírito Santo”, explicou Pedro Coelho.

Esta referência histórica vai ser objecto de uma escultura evocativa, numa iniciativa liderada pelo grupo hoteleiro Pestana, até porque a autarquia reconhece “na figura de Churchill uma oportunidade única para atrair mais visitantes”.

Pedro Coelho revelou ainda que há já alguns anos a autarquia vem trabalhando na ideia de concretização do espaço museológico Winston Churchill, a instalar junto ao local onde pintou.

“O projecto já se encontra referenciado no mapeamento de investimentos culturais da Região Autónoma da Madeira. Foram já estabelecidos contactos com a Churchill Society e Churchill Museum, em Londres, havendo já um entendimento para realização de parceria e de assessoria com aquelas entidades para a definição do conteúdo museológico”, explicou.

Redes Sociais - Comentários

Fonte
DN Madeira
Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER

Close
Close