Madeira

Binter não voou para o Porto Santo devido à fraca visibilidade

O segundo voo da Binter, que devia ter se realizado no final da tarde desta quinta-feira, com saída da Madeira às 17h30 e aterragem na ilha dourada às 17h55, ainda não se realizou.

Segundo o que o DIÁRIO conseguiu apurar, as condições atmosféricas que se fazem sentir na ilha dourada poderão estar a condicionar, este atraso do ATR 72, da companhia aérea canariana.

De resto, esta é a razão que a Binter tem avançado, em informações periódicas, aos nove passageiros retidos no Porto Santo, entre os quais, Tranquada Gomes, presidente da Assembleia Legislativa da Madeira.

Efectivamente, as condições atmosféricas na ilha dourada agravaram-se ao final da tarde, com chuva miudinha e nuvens baixas, o que motivou o chamado ‘tecto’ baixo, dificultando as aterragens das aeronaves devido à má visibilidade.

Os indicadores da estação meteorológica no aeroporto do Porto Santo confirmam isso mesmo: elevada taxa de humidade (96% às 20 horas) e 0,2 mm de precipitação. Neste momento, mantém-se os aguaceiros e a fraca visibilidade junto à pista.

A companhia prestará novas informações aos passageiros às 20h45, após nova avaliação das condições meteorológicas.

Redes Sociais - Comentários

Fonte
DN Madeira

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER