Madeira

Aeroporto com capacidade para 100 testes em 25 minutos

A Unidade de Rastreio e Vigilância à Covid-19 que está a ser montada no Aeroporto Internacional da Madeira – Cristiano Ronaldo, composta por 25 gabinetes onde serão realizados os testes PCR aos passageiros sem teste prévio que a partir da próxima quarta-feira desembarquem vindos do exterior do Arquipélago, deverá ter capacidade para realizar 100 testes em cerca de 25 minutos.

A estimativa resulta do ensaio feito ontem, e que segundo o presidente do Governo Regional “40 passageiros demorou 10 minutos”, ou seja, pouco mais de 5 minutos por teste a multiplicar pelos 25 gabinetes instalados.

Embora ainda decorra a montagem de equipamentos, Miguel Albuquerque deixou a garantia que os aeroportos da Madeira e do Porto Santo “terão todas as condições” para já a partir da próxima semana “iniciar uma operação de segurança no desembarque na RAM”.

Lembrou que “todos os passageiros que desembarcam estão sujeitos ao controlo de temperatura” através de câmaras na zona de desembarque que “vão testar automaticamente a temperatura dos passageiros” e fez saber que “quem tiver temperatura superior a 38 graus [centígrados] é logo encaminhado para uma zona de enfermaria”.

Acompanhado dos secretários com a tutela da Saúde e do Turismo, o presidente do Governo anunciou que quem desembarcar com o teste PCR negativo com menos de 72 horas e após preencher o inquérito epidimiológico seguirá pelo corredor verde. “Os passageiros que não têm teste são encaminhados para a linha (corredor) azul” onde terão em permanência “o acompanhamento de pessoal especializado” enquanto são encaminhados para a zona de testagem composta por 25 gabinetes.

Albuquerque reiterou que estes passageiros ficam obrigados a “confinamento no hotel e na residência” enquanto “aguardam os resultados, no máximo, até 12 horas”. Mostrou-se convicto que na Madeira o prazo estipulado para apurar o resultado do teste será cumprido, estimando mesmo que “a maioria dos resultados surgirá em menos de 12 horas”, convencido da “capacidade de resposta” instalada.

Albuquerque também deixou claro que todos os viajantes a partir de Lisboa e Porto, sejam residentes ou estrangeiros, poderão também beneficiar do teste PCR “financiado” pelo Governo Regional. Além do acordo já assinado com laboratório onde será efectuado o teste em Lisboa, anunciou que “o protocolo no Porto (será) assinado na próxima semana”, para assim garantir igualdade de condições nas duas rotas domésticas.

Reafirmou que esta opção está ao alcance de “todas as pessoas” que viajem para a Madeira e Porto santo. “É uma facilidade que nós damos para evitar as pessoas terem que fazer aqui o teste e aguardar o resultado”, justificou.

DN Madeira

Redes Sociais - Comentários

Fonte
DN Madeira

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW