Madeira

7 réplicas após sismo de 5.2 na Madeira

Após o sismo que ocorreu na Madeira na noite do último sábado, dia 7 de Março, que teve uma magnitude de 5.2 na escala de Richter, foram registadas 7 réplicas, sendo a de maior magnitude 2.2, que ocorreu a Sul do Funchal, às 21h22.

A informação foi avançada hoje pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera, que confirmou que “o sismo foi sentido praticamente em toda a ilha da Madeira e também na do Porto Santo, tendo a intensidade máxima (Escala Mercalli modificada, 1956) atingido o grau V em diversas localidades da ilha da Madeira, nomeadamente nos concelhos do Funchal, Câmara de Lobos e Calheta. No Porto Santo a intensidade máxima verificada foi IV (MM56)”.

O IPMA refere ainda que o sismo foi registado nas 5 estações sísmicas operadas pelo IPMA no arquipélago, tal como o DIÁRIO avança na edição impressa de hoje, tendo-se verificado níveis de aceleração do movimento do solo relativamente elevados, em particular no Pico do Areeiro onde foram medidos 35 cm/s2. “Os níveis do movimento do solo registados são compatíveis com os efeitos macrossísmicos reportados pela população”, explicou o IPMA, informando que, apesar da perigosidade sísmica no arquipélago da Madeira ser considerada inferior à do Continente e à dos Açores isso não significa que não possam ocorrer sismos alguns dos quais com impacto potencialmente significativo.

Nos últimos 2 anos ocorreram 80 sismos, regra geral de baixa magnitude, com localização epicentral próxima do arquipélago da Madeira.

DN Madeira

Redes Sociais - Comentários

Fonte
DN Madeira
Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

Close
Close