Açores

SATA emitiu 49 mil vouchers de reembolso

A SATA emitiu 49 mil vouchers de reembolso durante o período de paralisação devido à pandemia.

Num relatório divulgado ontem pela empresa, é sublinhado que, de janeiro a Junho, a SATA realizou 3.616 voos inter-ilhas, 913 domésticos, 42 em África, 251 na América do Norte e 20 na Europa.

O número de passageiros transportados foi de 240.066, menos 65% do que no ano passado.

A carga e correio transportados foi de 3.098.144 quilos, mais do que os 2.921.626 quilos do ano passado, um facto que é sublinhado pelo presidente da companhia.

Luís Rodrigues recorda que a SATA suspendeu a operação aérea de passageiros a 19 de Março e retomou, “cautelosamente”, a 29 de Maio 2020.

“As circunstâncias impuseram-nos uma severa limitação no número de passageiros transportados, que reduziu em 65% em comparação com igual período do ano anterior. Mas a resposta do Grupo SATA à adversidade foi fantástica. Reflexo disso é que o volume de carga no mesmo período cresceu 6%, apesar da redução enorme do número de voos. Em outro exemplo, a área de Atendimento ao Cliente, para além de dar resposta às dezenas de milhar de pedidos de alteração de voos, conseguiu endereçar todos os processos pendentes de anos anteriores”, escreve o Presidente da SATA numa mensagem inscrita no referido relatório.

“Neste compasso de tempo, fomos obrigados a reagir e tomar todas as medidas em defesa do bem-estar e salvaguarda da segurança de todos, trabalhadores, passageiros, parceiros e, naturalmente, em defesa do Arquipélago dos Açores”, explica o presidente da companhia, adiantando que, “inevitavelmente, o balanço dos seis meses de atividade, que aqui apresentamos, é o reflexo deste sinuoso percurso. E embora o futuro continue incerto à data em que se escrevem estas linhas, mantemos firme a convicção de que temos tudo o que é necessário para desenvolver este caminho de promoção da mobilidade e acessibilidade na Região Autónoma dos Açores conjugado com a sustentabilidade empresarial que todos queremos alcançar”.

Recorde-se, conforme noticiámos ontem, que a SATA registou o primeiro trimestre deste ano um prejuízo recorde de 21,1 milhões de euros, sendo de esperar que os três meses de inactividade durante a pandemia possam superar este valor.

Diário dos Açores

Redes Sociais - Comentários

Fonte
Diário dos Açores

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW