Açores

Raparigas dos Açores têm a menor estatura

O COSI Portugal é um sistema de vigilância do estado nutricional infantil das crianças em idade escolar (entre os 6 e os 8 anos), integrado no estudo Childhood Obesity Surveillance Initiative for Europe (COSI/OMS Europa).

É um sistema de vigilância que produz dados comparáveis entre os países europeus e que permite monitorizar a obesidade infantil a cada 2-3 anos.

O COSI tem vindo a aumentar o número de países participantes ao longo da última década.

A primeira ronda de recolha de dados decorreu no ano letivo 2007/2008, no qual 13 países europeus participaram.

A segunda ronda do estudo (2009/2010) já incluiu 17 países, e a terceira ronda (2012/2013), 19 países.

No ano de 2015/2016, a quarta ronda contou com a participação de 35 países da região da Organização Mundial da Saúde (OMS) Europa aumentando para 44 na quinta ronda que decorreu no ano letivo (2018/2019). O COSI/OMS Europa é atualmente o maior estudo europeu da OMS com mais de 300 000 crianças participantes.

De acordo com a tabela 2, entre as crianças portuguesas não houve diferenças de peso e estatura (em média) por sexo.

Em média, os rapazes madeirenses foram os que apresentaram maior peso (27,9 kg) e eram os mais altos (127,4 cm) e os rapazes alentejanos os que apresentaram menor peso (25,4 kg) e menor estatura (124,5 cm).

As raparigas do Norte foram as que, em média, apresentaram maior peso (27,0 kg) e as algarvias menor peso (24,7 kg).

Em relação à estatura, as raparigas da Madeira foram as mais altas (125,7 cm) e as açorianas as de menor estatura (124,5 cm).

Os desvios de estado nutricional normal são mais prevalentes entre os rapazes.

A prevalência de baixo peso foi de 1,6% nos rapazes e de 0,9% nas raparigas.

Igualmente, o excesso de peso incluindo a obesidade foi mais prevalente nos rapazes (29,6% c/ 13,4%) do que nas raparigas (29,5% c/ 10,6%), destacando-se a prevalência de 4,1% para a obesidade severa, nos rapazes, comparativamente com as raparigas

Redes Sociais - Comentários

Fonte
Diário dos Açores
Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close