Açores

Quinta do Martelo volta a ganhar mais uma Green Key

 

Quinta do Martelo-Milenio Stadium-Acores
Quinta do Martelo, ilha Terceira

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Quinta do Martelo – Centro Etnográfico e Gastronómico, na ilha Terceira, acaba de conquistar pelo 14.º ano consecutivo o galardão Green Key.

Trata-se de um prémio internacional que distingue as boas práticas ambientais, a vários níveis, nomeadamente as energéticas, as de educação ambiental na área do turismo sustentável, bem como a autenticidade sociocultural dos territórios de acolhimento e conservando a sua identidade cultural.

Tem por objectivo, igualmente, a partilha equitativa dos benefícios socioculturais, designadamente ao nível de emprego estável e de qualidade.

Este e muitos outros reconhecimentos regionais, nacionais e internacionais que têm sido atribuídos à Quinta do Martelo ao longo das suas três décadas de existência, “são fruto de um trabalho honesto e empenhado que teve e tem por objectivo supremo a apresentação de um produto turístico simultaneamente com uma forte carga cultural, a par de preocupações ambientais e de sustentabilidade que cultivamos desde a primeira hora”, afirma ao “Diário dos Açores” Gilberto Vieira, proprietário da Quinta do Martelo e um dos empresários do Turismo Rural mais reputados do arquipélago.

“Recebemos todos esses prémios com muita satisfação, mas o galardão que mais apreciamos, e que felizmente temos conquistado com uma assiduidade notável, é o reconhecimento, por parte dos nossos clientes, do resultado de todo este continuo esforço de recuperação dos modos de vida que caracterizaram esta terra ao longo de séculos e pô-los à disposição de quem nos visita, para usufruto e memória”, afirmou ao nosso jornal.

Unidades como esta, ao nível do Turismo Rural, foram peças-chave na afirmação do destino Açores como local único e, também por isso, extremamente apelativo.

Isso mesmo tem sido reconhecido pelos diversos actores ligados ao fenómeno turístico, desde quem tem responsabilidades de definir as políticas, como a quem, no terreno, faz afirmar a actividade.

Na actual situação do movimento turístico a nível internacional, resultante da pandemia que alterou todos os paradigmas deste sector, “julgamos que, uma vez mais, unidades como a Quinta do Martelo e Associações como as Casas Açorianas têm um papel fulcral no relançamento da actividade nos Açores, pelo que representam de originalidade e diferenciação da oferta, no seio do destino Açores”, sublinha Gilberto Vieira.

O troféu Green Key é atribuído a empreendimentos que se preocupam com um melhor ambiente, destacando a tendência de garantir que o turista opte pela forma de actuação sustentável.

Uma vez distinguidas, as unidades ficam obrigadas a melhorar ainda mais as condições pelas quais foram premiadas em edições anteriores.

Neste capítulo, em que o regulamento do prémio é cada vez mais exigente, a Quinta do Martelo “tem feito um esforço contínuo de melhorias, nomeadamente no que respeita às energias renováveis, mas pode-se melhorar ainda mais, só que são investimentos avultados que necessitam de apoios para a sua concretização”.

Há longa data, este espaço tem apostado na produção de bens alimentares próprios, por meios de cultura biológica e métodos ancestrais, produtos que são utilizados na confecção dos pratos que são servidos no restaurante da quinta, naquilo que hoje se denomina no conceito internacional como “farm-to-table”.

E isso inclui culturas desde pomares, leguminosas, tubérculos, plantas aromáticas e medicinais e variadas espécies de hortícolas, para confecção de pratos típicos.

Foi esse trabalho, meticuloso e sem cedências, que valeu à Quinta do Martelo a conquista do primeiro prémio nacional “Horta do Chef ”, na única edição deste troféu realizada em Portugal.

Diário dos Açores

Redes Sociais - Comentários

Fonte
Diário dos Açores

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER