Açores

Presidente da Vila Galé quer hotel em Ponta Delgada a funcionar em 2021

Jorge Rebelo de Almeida, Presidente do Grupo Vila Galé, confirmou ontem que uma das suas apostas este ano é a construção de um hotel em Ponta Delgada, para começar a funcionar já em 2021.

A nova unidade hoteleira, com 100 quartos, ficará situada no edifício do antigo Hospital de Ponta Delgada, na Praça de S. Francisco, numa parceria com a Santa Casa da Misericórdia de Ponta Delgada.

Jorge de Almeida fez o anúncio ontem durante um encontro com a imprensa para revelar os seus novos projectos, sendo que este nos Açores é uma das suas grandes apostas e a primeira vez que entra no arquipélago com um projecto que diz pretende ser arrojado.

Este ano, o grupo prevê despender cerca de 35 milhões de euros nas duas aberturas em Portugal, assim como na ampliação do projecto no Douro e as remodelações a decorrerem noutras unidades.

”Temos uma carteira grande de projectos em curso em Portugal ou que estamos a analisar, até arrepia pela carga de trabalhos que vai dar”, salientou ainda o presidente da Vila Galé.

Os hotéis Vila Galé registaram no ano passado 1,9 milhões de dormidas, destacando-se o crescimento dos mercados americano, brasileiro ou chinês, o que ajudou a compensar as ligeiras quebras de mercados tradicionais europeus, como o dos turistas alemães, ingleses ou holandeses.

“A redescoberta do mercado americano por Portugal (que já foi muito forte nos anos 60) tem sido estrondosa”, frisa o hoteleiro.

Os portugueses mantiveram-se como os principais clientes dos hotéis Vila Galé, assumindo um peso de 30% no total de dormidas.

A par do crescimento de 8% de norte-americanos, destacou-se ainda no ano passado o crescimento de 13% de turistas italianos.

Em alta, estiveram também em 2019 os hóspedes de China, Taiwan, Austrália ou Israel, com subidas de dois dígitos.

Em 2019, as receitas da Vila Galé atingiram nos 25 hotéis em Portugal 115 milhões de euros, num “ ligeiro crescimento “ face aos 112 milhões de euros do ano anterior.

Contando com as 9 unidades no Brasil, mercado onde o aumento foi no ano passado de 18%, o volume de negócios total do grupo hoteleiro português cresceu no ano passado 7%, atingindo 197 milhões de euros.

A Vila Galé gerou no ano passado 130 novos postos de trabalho, dos quais 75 em Portugal e 55 no Brasil.

Diário dos Açores

Redes Sociais - Comentários

Fonte
Diário dos Açores

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW