Açores

Morreu Gustavo Moura

Gustavo Moura, um dos grandes mestres do jornalismo açoriano, faleceu ontem aos 85 anos no Hospital Divino Espírito Santo em Ponta Delgada.

Gustavo Manuel Soares Moura nasceu na freguesia de São Pedro, concelho de Ponta Delgada, a 16 de Janeiro de 1934, e desempenhou a sua actividade como jornalista influente sobretudo no Açoriano Oriental, onde defendeu com unhas e dentes as causas açorianas, especialmente as ligadas à autonomia e em defesa das ilhas contra o centralismo do exterior.

Iniciou a atividade de jornalista como colaborador desportivo no então diário “Açores” em Março de 1947. De 1950 a 1951 colaborou na secção desportiva do semanário “A Ilha”. Em 1952 começou a colaborar como redactor desportivo neste “Diário dos Açores”, onde se manteve até Fevereiro de 1966. Poucos meses após a sua admissão no “Diário dos Açores”, passou a acumular com o cargo de redactor desportivo a de redactor de temas gerais.

De 1953 até 31 de Dezembro de 1974 foi coordenador da informação desportiva do então “Emissor Regional dos Açores”, tendo passado também pelo “Correio dos Açores”. Em 1 de Janeiro de 1975 assumiu as funções de director do então diário “Açores” passando a 1 de Janeiro de 1979 a dirigir o jornal “Açoriano Oriental”, lugar que manteve até 6 de Julho de 2000.

Foi correspondente em Ponta Delgada do “Diário de Lisboa”, do “Mundo Desportivo”, da “Agence France Presse e da “BBC.

Recebeu condecorações do país e da região e também foi agraciado pela Câmara de Ponta Delgada.

Em 3 de Setembro de 2001, por ocasião do 25.º aniversário da instalação da Assembleia Legislativa Regional dos Açores, foi condecorado pelo Presidente da República com o grau de Grande Oficial da Ordem de Mérito.

Nas eleições para Presidente da República, de Janeiro de 2006, foi mandatário para a Região Autónoma dos Açores da candidatura do Dr. Mário Soares


Autor(a):
Fonte: Diário dos Açores

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close