Açores

Há mais de 12 mil doentes à espera de uma cirurgia nos hospitais

Um aumento de 6%

São 12.477 os açorianos que estão em lista de espera para uma cirurgia nos três hospitais dos Açores, um aumento de 6% em relação ao mesmo período do ano passado.

A Secretaria Regional da Saúde divulgou ontem os dados da lista de inscritos para cirurgia no Serviço Regional de Saúde, relativos ao ano de 2018, ao primeiro semestre e aos meses de Julho, Agosto, Setembro e Outubro de 2019, mas na nota emitida pelo Governo Regional não são descritos os números de cada hospital.

Após a divulgação, a meio da tarde de ontem, não era possível consultar a página da Saudaçor ou o boletim SIGICA (Sistema Integrado de Gestão de Inscritos para Cirurgia dos Açores), que esteve desactivado desde o ano passado.

A nota do Governo diz apenas que “o aumento do número de médicos de família tem proporcionado mais referenciação para consultas de especialidade, mais consultas de especialidade e estas, naturalmente, mais referenciação para cirurgia”.

E acrescenta: “O crescimento da produção cirúrgica reflete também o investimento realizado nesta área, através do CIRURGE, plano de recuperação de cirurgias, no âmbito do qual está prevista a realização de 394 cirurgias até ao final do ano, a que acresce ainda a actividade prevista no âmbito do Vale Saúde.

A nota informa ainda que o boletim do SIGICA – Sistema Integrado de Gestão de Inscritos para Cirurgia dos Açores referente a Outubro de 2019, publicado no Portal da Saudaçor, revela que foram operados 1.004 utentes no Serviço Regional de Saúde em Outubro, o que representa um crescimento de 66% relativamente ao mesmo mês de 2018 e de 23% comparativamente a outubro de 2017.

Por outro lado, no final do mês de Outubro, o Serviço Regional de Saúde contava com 12.477 propostas cirúrgicas, um aumento de 6% comparativamente ao mesmo mês do ano anterior.

Em Outubro, entraram em lista de inscritos para cirurgia 1.296 utentes nos três hospitais do Serviço Regional de Saúde, o que representa um acréscimo de 20% comparativamente ao mesmo mês de 2018.

“Relativamente ao tempo médio de espera por cirurgia, registou-se uma melhoria comparativamente ao último boletim publicado (Maio de 2018), passando de 491 dias para 470 dias em outubro de 2019, uma redução de 21 dias”, avança o governo.

“Ainda segundo aquele boletim, mais de metade (51,7%) dos utentes foram operados, em Outubro, dentro do tempo máximo de resposta garantido (TMRG)”, conclui a nota governamental.

Diário dos Açores

Redes Sociais - Comentários

Fonte
Diário dos Açores
Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close