Açores

Gruta do Carvão atinge capacidade máxima de visitas na época alta

A Gruta do Carvão, na zona do Paim, em Ponta Delgada, tem registado uma elevada procura nos últimos anos. Durante os meses de Julho e Agosto, a capacidade de visitas diárias fica esgotada, enquanto na época baixa a procura tem aumentado significativamente. Quem o afirma é o presidente da Associação Ecológica Amigos dos Açores, entidade que gere o monumento natural.

Ao Diário dos Açores, Diogo Caetano explica que, em relação ao ano passado, “nestes meses de verão, não há um aumento muito significativo no número de visitantes, porque a gruta já se aproxima muito da capacidade máxima de visitação, que é de 15 pessoas por cada guia”.

Quanto à restante época do ano, na época baixa, o responsável frisa que tem havido um “crescimento significativo”, quando se comparam os números com a altura em que o espaço abriu ao público para visitação.

“Nos primeiros anos de abertura, estes meses de inverno eram bastantes deficitários, no que toca aos custos para a abertura da gruta, face às receitas por parte dos visitantes”, admite Diogo Caetano ao nosso jornal. Uma situação que se inverteu “nos últimos três a quatro anos”.

Em 2018, 26 mil pessoas visitaram a Gruta do Carvão e a média de visitas por mês situa-se nas duas mil.

“Recebemos uma média mensal de duas mil visitas. Nos meses de Janeiro ou Dezembro, o número de visitas aproxima-se dos mil, enquanto nos meses mais elevados, nomeadamente Julho e Agosto, o número seja mais aproximado dos três mil visitantes”, salienta.

Face a este mês de Agosto, com muitos dias de chuva na ilha de São Miguel, o presidente da Associação Amigos dos Açores refere ser normal que a afluência à gruta cresça, mas sem reservas torna-se difícil aos serviços darem resposta à procura.

“Nos dias de chuva, pelo facto de haver menos diversidade de actividades para desenvolver ao ar livre na ilha, há uma afluência maior na gruta”, confirma, realçando, no entanto, que “nestes dias, por vezes torna-se praticamente impossível atender todas as pessoas que se deslocam à gruta, sem agendamento, não é fisicamente possível”.

“Há pessoas que planeiam antecipadamente as suas actividades nas férias e contactam-nos antes de cá chegar para agendar visitas. Há outras que, com um estilo de férias mais casual, tentam agendar apenas no dia anterior ou aparecem no próprio dia na gruta”, explica o responsável.

Não existem ainda números que confirmem a elevada afluência no presente mês, mas relativamente a Julho, Diogo Caetano faz a comparação com o ano passado e confere que a lotação quase esgotada na gruta faz com que os dados não variem muito.

“Em Julho deste ano, o número de visitantes foi cerca de 3660, com uma descida de 40 visitas em relação ao mesmo mês de 2018. Uma variação muito pouco significativa que não consideramos sequer ser uma baixa”, aponta.

A Gruta do Carvão é uma das 270 cavidades vulcânicas existentes no arquipélago dos Açores. São muitos quilómetros de grutas, mas apenas cinco estão abertas para visitas do público, constituindo uma atracção turística nas ilhas onde se encontram.


Autor(a):
Fonte:

Redes Sociais - Comentários

Fonte
Diário dos Açores
Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close