Açores

Governo dos Açores investe 300 mil euros em quartos de pressão negativa

A Secretária Regional da Saúde anunciou hoje que o Serviço de Infecciologia do Hospital do Divino Espírito Santo (HDES), em Ponta Delgada, será dotado com dez quartos de pressão negativa e equipamento, adiantando que se trata de um “investimento de cerca de 300 mil euros que deverá estar concluído em maio”.

Teresa Machado Luciano falava, em Ponta Delgada, no âmbito de uma audição na Comissão de Assuntos Sociais da Assembleia Legislativa, requerida pelo Governo dos Açores. A titular da pasta da Saúde adiantou ainda que o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores está a preparar a “vinda de um hospital de campanha para a Região, com o equipamento necessário ao seu funcionamento”.

Relativamente ao número de equipamentos de suporte à ventilação, Teresa Machado Luciano afirmou que “existem 48 em toda a Região”, mas acrescentou que “está em curso a aquisição de mais unidades”.

Teresa Machado Luciano referiu ainda que às 80 camas de isolamento existentes nos três hospitais da Região, acrescem “20 camas nas Unidades de Saúde de Ilha”, referiu ainda a Secretária Regional da Saúde, designadamente “duas em Santa Maria, quatro em São Miguel, quatro na Graciosa, quatro em São Jorge, quatro no Pico, uma no Corvo e uma nas Flores”.

A titular da pasta da Saúde indicou também que, relativamente à capacidade laboratorial da Região, o Serviço Especializado de Epidemiologia e Biologia Molecular foi reforçado em termos de reagentes e horários dos técnicos.

Sobre os eventos agendados para os próximos meses, Teresa Machado Luciano salientou que a Direção Regional da Saúde já emitiu uma circular informativa, na qual recomenda que seja realizada uma avaliação de risco, em articulação com as autoridades de saúde concelhias.

Para melhorar a avaliação de risco e o sistema de deteção precoce, afirmou a governante, “o questionário de avaliação de risco e deteção precoce já implementado em navios de cruzeiro vai ser alargado a aviões, unidades hoteleiras e unidades do Serviço Regional de Saúde”.

A Secretária Regional afirmou, por outro lado, que a Linha de Saúde Açores dispõe de novas instalações, tendo sido reforçada para “seis postos de atendimento, que serão ativados em caso de necessidade”.

Neste momento e após a implementação do primeiro plano de reforço de meios, a 4 de março, a Linha de Saúde Açores passou a contar com quatro enfermeiros das 08h00 às 00h00 e três enfermeiros das 00h00 às 08h00.

A Secretária Regional da Saúde revelou ainda que a Linha de Saúde recebeu, entre 1 e 8 de março, 500 chamadas, sendo que 218 estavam relacionadas com COVID-19.

Destas, 116 estavam associadas ao 3.º caso suspeito e originaram 159 registos de contacto próximo.

Teresa Machado Luciano informou que a Autoridade de Saúde Pública já realizou reuniões com os representantes das associações de hotéis e alojamento local da Região, para esclarecer dúvidas e apoiar a realização dos planos de contingência.

A Secretária Regional da Saúde anunciou também que já foram agendadas “reuniões para esta semana com a Ordem dos Médicos e a Ordem dos Enfermeiros”, a fim de estreitar laços de cooperação, incluindo o reforço de número de médicos e enfermeiros em serviço.

A titular da pasta da Saúde revelou ainda que, no âmbito do plano de contenção alargada da infeção pelo novo coronavírus COVID-19, a avaliação da assiduidade e pontualidade através de registo biométrico será suspensa.

GACS

Redes Sociais - Comentários

Fonte
GACS

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW