Açores

Faialense entre os notáveis do concelho de Oeiras

Na passada Sexta-feira, 28 de Junho, nos Jardins do Palácio do Marquês de Pombal, sala de visitas da Câmara de Oeiras, realizou-se uma sessão de homenagem a 250 personalidades que marcaram a história deste concelho nos últimos três séculos.

Nesta cerimónia foi lançada a obra que, no programa dos 250 anos daquele município, preserva a memória das razões que determinaram a escolha das mesmas personalidades.

Entre as figuras homenageadas, encontra-se um faialense, o Professor Doutor Henrique Melo Barreiros. O destaque atribuído a este nosso conterrâneo foi essencialmente devido à sua carreira universitária, iniciada na Universidade de Lovaina onde se doutorou com a menção de “La plus grande distinction”.

Em Portugal presidiu à primeira estrutura universitária do Concelho de Oeiras, o ISEF, de cuja acção resultou, primeiro, a afirmação deste Instituto no pensamento e na prática universitária e, depois, a evolução para uma verdadeira Faculdade de Motricidade Humana. É aqui que a intervenção de Melo Barreiros foi decisiva na projecção internacional de um modelo institucional de formação, investigação e intervenção social original e trazendo para o concelho de Oeiras um dos principais espaços de incubação da inovação e que já hoje está presente em muitos outros sectores, constituindo uma imagem de marca do concelho.

A FMH passou a estar na linha da frente dos programas europeus que reuniam faculdades congéneres. E isto ficou a dever-se à implantação de uma estrutura laboratorial pioneira de visão interdisciplinar, à concepção e desenvolvimento de novas áreas de formação graduada e pós graduada, afirmando o enorme potencial social das Ciências do Desporto e, muito especialmente, introduzindo em Portugal a formação e a investigação em áreas de grande expressão social e com grande reconhecimento em estruturas internacionais – a Ergonomia (ligada à Medicina do Trabalho e à Higiene e Segurança no Trabalho) e a Reabilitação Humana (ocupando-se de todas as problemáticas das necessidades especiais das pessoas portadoras de deficiência, exemplo único em Portugal), além da implantação de uma área artística (“performing artes”).

Não deixou também de ser relevante a orientação prosseguida por Melo Barreiros na abertura da Universidade à comunidade, aqui naturalmente dirigida ao município que beneficiou de um estatuto ímpar – ter sido considerado ‘município- piloto’ para o desenvolvimento de vários tipos de projectos. Esta terá sido, à época, das medidas de maior pendor original promovida por uma Universidade.

Embora este seja o âmbito central da inclusão de Melo Barreiros na lista de personalidades escolhidas para a homenagem do município de Oeiras, outros elementos do seu currículo foram ainda considerados. Mas, o que é muito curioso e merecedor de uma nota particular é o facto dos autores desta pesquisa memorial terem valorizado, considerando relevante para a imagem desta personalidade, a acção que Melo Barreiros tem desenvolvido através dos projectos da Associação dos Antigos Alunos do Liceu da Horta, dedicando a sua energia e empenho à preservação de memórias biográficas, à historiografia e à reabilitação patrimonial da sua terra, a Ilha do Faial. As ‘voltas da vida’ levaram Melo Barreiros ao cumprimento do dever profissional como Professor Universitário no Concelho de Oeiras e este, atento, distinguiu o seu trabalho, incluindo-o no memorial das personalidades que nestes 250 anos contribuíram de modo destacado para a História de Oeiras.

Entre as personalidades homenageadas, do século XX, encontrámos, para além do faialense Melo Barreiros, Alberto Sampaio da Nóvoa (ex-Ministro da República para os Açores), Roberto Carneiro, Alves Redol, Igrejas Caeiro, Moniz Pereira, Gonçalo Ribeiro Teles, João de Freitas Branco, José Viana, David Mourão Ferreira, Ruy de Carvalho, Eunice Muñoz, Maria de Lourdes Pintassilgo, Lourdes Norberto, Otelo Saraiva de Carvalho, Vítor Alves, Jorge Miranda, Fran- cisco Pinto Balsemão, Pedro Osório, Correia de Campos, Caldeira Cabral, Isaltino Morais, David Justino, Noronha Feio, António Sampaio da Nóvoa, António Laginha, Isabel Jonet, Joana Vasconcelos, Joana Carneiro, Eugénio Lisboa e Almeida Santos.


Autor(a):
Fonte:

Redes Sociais - Comentários

Fonte
Diário dos Açores
Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close