Açores

Europa deve valorizar região pela boa execução de fundos comunitários

O candidato do PS/Açores às próximas eleições europeias defendeu que a União Europeia deve “manter uma consideração específica pelos Açores”, por serem uma “região que executa bem os fundos comunitários, com excelentes resultados ao nível da convergência”.

André Bradford falava à saída de uma reunião com a direção da Câmara de Comércio e Indústria dos Açores. O candidato socialista ao Parlamento Europeu garante que esta é uma “ideia partilhada pelos empresários dos Açores”, com quem debateu questões relacionadas com o apoio ao investimento e o impacto que isso tem na economia e na atividade dos empresários Açorianos.

“Os Açores têm sido a região do país que mais convergiu com a União Europeia, desde o início do século, muito por culpa da boa execução dos fundos comunitários que temos feito, em conjunto com os empresários açorianos”, acrescentou. Em resposta aos jornalistas, André Bradford realçou que os Açores são “a Região que melhor executa fundos comunitários no país e que esse mérito é, também, de quem gere os fundos comunitários e de quem os executa, como entidades públicas e os nossos empresários”.

Lembrando que “estamos a meio da negociação do novo Quadro Comunitário de Apoio, com uma certa tendência para uma alteração de prioridades de agenda a nível Europeu”, André Bradford alertou que é “necessário trabalhar com empenho” para “garantir que essa alteração de prioridades não prejudica aqueles que são os objetivos prioritários da economia dos Açores”. Para André Bradford, esses objectivos “passam também por princípios que estão na origem do próprio projeto Europeu”, como por exemplo, “a coesão entre regiões da Europa” e “o aproximar dos níveis de desenvolvimento das regiões”.

O candidato a eurodeputado pelo Partido Socialista defende que “no novo quadro comunitário, onde se fala de questões de segurança e de migrações como áreas prioritárias”, não pode haver uma “redução do esforço que tem vindo a ser feito em relação aos objetivos da Coesão”.

“As Regiões Ultraperiféricas têm limitações estruturais mais acentuadas do que as regiões Europeias que, por beneficiarem de economias de escala, por estarem no centro da Europa têm outras condições de desenvolvimento”, frisou André Bradford.


Autor(a):
Fonte:

Redes Sociais - Comentários

Fonte
Diário dos Açores
Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close