Açores

Estrangeiros estão a fugir da hotelaria tradicional

Na Região Autónoma dos Açores, no mês de Maio, no conjunto dos estabelecimentos hoteleiros, turismo no espaço rural e alojamento local, as dormidas atingiram 265,7 mil dormidas, representando um acréscimo homólogo de 12,7%, revelou ontem o SREA.

De Janeiro a Maio de 2019, no conjunto dos estabelecimentos hoteleiros (hotéis, hotéis-apartamentos, apartamentos turísticos e pousadas), do turismo no espaço rural e do alojamento local da Região Autónoma dos Açores registaram-se 878,1 mil dormidas, valor superior em 16,2% ao registado em igual período de 2018.

De Janeiro a Maio, os residentes em Portugal atingiram cerca de 448,0 mil dormidas, correspondendo a um acréscimo homólogo de 19,6%; os residentes no estrangeiro atingiram 430,2 mil dormidas, registando um aumento em termos homólogos de 12,8%.

Neste período registaram-se 290,4 mil hóspedes, apresentando uma taxa de variação positiva de 14,7% relativamente ao mesmo período de 2018.

No país, em maio, as dormidas registaram um acréscimo em termos homólogos de 3,9% e de Janeiro a Maio de 2019 apresentaram uma variação homóloga positiva de 4,1%.

Em termos de variações homólogas acumuladas, de Janeiro a Maio, as ilhas da Graciosa, de São Miguel, das Flores, de São Jorge, do Pico e do Faial apresentaram variações homólogas positivas, respectivamente de, 30,5%, 23,5%, 17,7%, 8,1%, 6,9% e 6,1%.

As ilhas da Terceira e de Santa Maria, apresentaram variações homólogas negativas, respectivamente de, 6,4% e 5,6%.

A ilha de S. Miguel com 641,9 mil dormidas concentrou 73,1% do total das dormidas, seguindo-se a Terceira com 120,2 mil dormidas (13,7%), o Faial com 47,6 mil dormidas (5,4%) e o Pico com 30,6 mil dormidas (3,5%).

Na Região Autónoma dos Açores, no mês de Maio, os estabelecimentos hoteleiros registaram 187,0 mil dormidas, representando um acréscimo homólogo de 5,3%.

As dormidas dos residentes em Portugal aumentaram 14,0% e as dormidas dos residentes no estrangeiro registaram um decréscimo de 1,2%.

Os proveitos totais atingiram 10,4 milhões de euros e os proveitos de aposento 7,9 milhões de euros, correspondendo a variações homólogas positivas, respectivamente, de 13,5% e de 15,7%.

De Janeiro a Maio de 2019, nos estabelecimentos hoteleiros da Região Autónoma dos Açores (hotéis, hotéis-apartamentos, apartamentos turísticos e pousadas) registaram-se 625,3 mil dormidas, valor superior em 5,4% ao registado em igual período de 201

Redes Sociais - Comentários

Fonte
Diário dos Açores
Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close