Açores

EDA corta conta da luz

A Empresa de Electricidade dos Açores (EDA) anunciou uma redução do tarifário da electricidade nos Açores, no seguimento da determinação da ERSE (Entidade Reguladora).

Em nota enviada ao Diário dos Açores, a EDA explica que, “a convergência do tarifário eléctrico foi uma conquista importante para a nossa Região, visto que originou a descida significativa dos preços da electricidade para todos os açorianos. Se tal não tivesse ocorrido, as tarifas eléctricas, actualmente praticadas nos Açores, seriam, seguramente, superiores em cerca de 50%”.

A EDA já tinha anunciado as seguintes medidas:

– Suspensão de todos os cortes de fornecimento de energia a partir de 1 de Março de 2020;

– Prorrogação por mais 30 dias, sem juros associados, do prazo para pagamento das facturas de energia eléctrica já emitidas e a emitir até 30 de Abril. Agora, a EDA vem anunciar que, seguindo as determinações da ERSE, irá implementar, a partir de 7 de Abril de 2020, a seguinte redução tarifária:

– Baixa Tensão Normal (até 6,9 kVA, maioritariamente clientes domésticos): Redução média de 3,02%;
– Baixa Tensão Normal – Tarifa Social (equivalente a cerca de 1/3 da tarifa do cliente BTN): Redução média de 3,89%; – Baixa Tensão Especial – Pequenas

Empresas: Redução de 3,88%;
– Média Tensão – Indústria e Serviços

Média Dimensão: Redução de 4,65%. Igualmente, a partir de 7 de Abril de 2020, serão implementadas medidas adicionais de apoio às famílias e às empresas açorianas, nomeadamente:
– Planos de pagamento sem juros, por

um período de 6 a 12 prestações, com possibilidade de carência nos primeiros 120 dias para clientes Baixa Tensão Normal;

– Para as actividades económicas en- cerradas (comércio e serviços), é criada a possibilidade de redução adicional da factura, por via da redução de potência até 2,3 kVA;

– Para as empresas, a disponibilização de planos de pagamento até 6 meses sem juros, fazendo dos Açores, para já, a única região a adoptar esta medida, segundo conclui a EDA.

Diário dos Açores

Redes Sociais - Comentários

Fonte
Diário dos Açores

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW