Açores

Construção de nova fábrica da COFACO no Pico vai avançar

O Presidente do Governo Regional anunciou ontem que a empresa PDM cumpriu as condições que já permitiram a aprovação definitiva do projecto de construção da nova fábrica da COFACO no Pico, um investimento de cerca de sete milhões de euros de grande importância para esta ilha e para os Açores.

“Os assuntos que estavam pendentes relativamente ao projecto apre- sentado pela empresa PDM para a construção da nova fábrica nesta ilha estão resolvidos”, adiantou Vasco Cordeiro, na Madalena.

Após ter recebido a Administração da PDM – Transformação e Comércio de Pescado, no início da visita estatutária ao Pico, o governante açoriano referiu que se estima que, até final deste ano, se possam iniciar os trabalhos de limpeza das actuais instalações para, a partir daí, avançar com as obras de construção da nova fábrica.

Segundo o gerente da PDM, Nuno Neves, agora segue-se o período de limpeza e demolições, que tem que cumprir regras estritas, adiantando que a demolição não irá avançar durante a época alta do turismo, já que as instalações da fábrica se encontram numa zona nobre da cidade da Madalena, e que existem no edifício “substâncias que têm tratamento muito especial, como os telhados de amianto”. “Toda essa parte logística requer algum cuidado e regras muito, muito rígidas”, explicou.

O administrador não avança com uma data para a conclusão da obra, apontando como limite legal 2022, tendo assumido, no entanto, a intenção de que a empreitada termine antes da data limite. “Vamos fazer as coisas como deve ser, vamos fazer as coisas com cabeça, cumprindo tudo aquilo que temos no projecto”, afirmou.

Vasco Cordeiro considerou o investimento “importante, no qual o Governo dos Açores persistiu na confiança de que ele seria feito”, destacando as mais-valias económicas, sociais e ambientais que esta nova unidade fabril vai trazer para a ilha do Pico e para a Região.

“Esta é uma boa notícia para a ilha do Pico e para os Açores, estamos a falar de um investimento de cerca de sete milhões de euros que se concretiza nesta ilha”, referiu.

“O Governo tem a reconhecer, da parte da empresa PDM, a sua persistência e confiança no trabalho que desenvolveu ao longo deste período para cumprir as condições que haviam sido colocadas, por parte do Governo, para aprovação definitiva deste projecto”, salientou o Presidente do Governo.

Recorde-se que em Maio de 2018, a conserveira Cofaco, dona do atum Bom Petisco, encerrou a fábrica da ilha do Pico, despedindo 162 trabalhadores, com o compromisso de abrir uma nova unidade fabril até Janeiro de 2020, com capacidade inicial para 100 trabalhadores e a possibilidade de aumentar o efetivo até 250.

Em Fevereiro, o Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia disse que a aprovação do projecto da nova fábrica estava dependente de um aumento do capital social da empresa PDM, Transformação e Comércio de Pescado, no valor de um milhão de euros, “por forma a cumprir a regulamentação dos apoios do Fundo Europeu dos Assuntos Marítimos e das Pescas”.


Autor(a):
Fonte:

Redes Sociais - Comentários

Fonte
Diário dos Açores
Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close