Açores

Consórcio de carga aérea faz balanço positivo

Mais-Air iniciou actividade em dezembro

Fez no dia 4 de Março três meses desde que o consórcio Mais-Air iniciou a operação de transporte de carga aérea entre os Açores e o continente, com voos regulares. A operação diária, entre terça-feira e sábado é assegurada com a rotação de duas aeronaves ATR72.

O CEO do Mais-Air, António Beirão, faz um balanço positivo da operação. Se, por um lado, destaca o apoio do mercado e a sua vontade em alargar a outras ilhas, por outro, o responsável diz estar “muito atento à forte resistência da SATA”. “Operacionalmente, o balanço é muito positivo, pois conseguimos garantir, de forma fiável, a prestação de um serviço de qualidade, apesar das dificuldades criadas pelas múltiplas tempestades que assolaram as ilhas neste período”, afirma ao Diário dos Açores.

O responsável agradeceu aos “parceiros comerciais, transitários, associações empresariais, empresas de correio expresso e correios a confiança que depositaram no projecto da MAIS”, em especial ao sector das Pescas. Segundo refere, a operação do avião cargueiro “veio aumentar em 25 toneladas por semana a oferta de capacidade disponível entre São Miguel, Terceira e o Continente” e espera “ver nos próximos meses este espaço totalmente ocupado”. SATA cobra mais de meio milhão por serviço de assistência Sobre a SATA, António Beirão critica que a direcção de Handling “continua a tentar criar uma forte resistência à assistência [carga e descarga] da aeronave, secundarizando a receita anual de mais de meio milhão de euros, que cobra pela prestação daquele serviço”.

“Em vez de caminharmos em conjunto e de forma objectiva numa resposta adequada às necessidades da economia regional e às suas expectativas sobre o transporte aéreo, a direcção da SATA handling parece isolarse, não dando importância ao que verdadeiramente o é”, refere o CEO do consórcio. “Com a paragem prolongada dos dois Airbus 32G, a complementaridade do espaço oferecido pelo cargueiro é indispensável para a Região. Sei que essa é também uma das preocupações da Secretaria Regional dos Transportes e do Governo da República, com quem mantemos contactos regulares”, acrescenta ainda António Beirão.

“Surpresas” para o próximo horário de Verão IATA O responsável salienta ainda o interesse demonstrado pela comunidade empresarial da ilha Terceira e a vontade demonstrada por outras ilhas “para regularmente receberem o cargueiro”. O horário de verão IATA, que terá início em Abril, “poderá trazer algumas surpresas”, concluiu. Recorde-se que a vinda de um avião de carga aérea para a Região era uma operação há muito reinvidicada pelos empresários exportadores açorianos, especialmente do sector da pesca.

O consórcio Mais, constituído pela companhia aérea espanhola Swiftair, a ALS e a empresa logística Madeirense Loginsular, iniciou a operação nos Açores em Dezembro do ano passado, estando a operar na Madeira desde 2017.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER