Açores

Clero açoriano é um dos mais jovens

O clero diocesano de Angra tem uma média etária de 55,49 anos, o que o torna, ainda assim, um dos mais jovens cleros entre as dioceses portuguesas.

Na preparação do arranque do novo ano pastoral, em que a diocese entra numa ‘caminhada sinodal’, e o prelado apela ao envolvimento de todos num “compromisso” com este novo desafio, 21,4% dos 140 sacerdotes ao seu serviço tem 40 anos ou menos sendo que há 5% de sacerdotes com 30 anos ou menos, o que revela que a diocese, embora se comece a deparar com alguma crise vocacional, tenha conseguido anualmente garantir a entrada de novos sacerdotes no ministério.

Aliás, o Seminário Episcopal de Angra manteve um ritmo anual de ordenações, tendo sido nas duas últimas décadas, o ano de 2000 o mais profícuo com 10 ordenações em simultâneo. Refira-se que o próximo ano pastoral poderá ser aquele que mais se aproxima deste ano jubilar de 2000 com a possível ordenação de seis seminaristas. Entre 2000 e 2019 foram ordenados na diocese 38,7% dos seus sacerdotes.

Em contrapartida, 16,42% do clero diocesano insular tem 75 anos ou mais, o que faz com que dos 140 padres que servem a diocese de Angra, apenas 83 por cento esteja efectivamente disponível para servir, como párocos, as 165 paróquias que compõem a diocese.

O sacerdote mais velho da diocese está na ouvidoria de Angra, tem 92 anos e o mais novo tem 26 anos e, serviu no Faial até ao final deste ano pastoral, tendo sido deslocado agora para a ilha Terceira. Existem ainda na diocese cinco sacerdotes que têm menos de 30 anos.

Redes Sociais - Comentários

Fonte
Diário dos Açores

Artigos relacionados

Back to top button

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER