Açores

Bolsa Carlos Cordeiro recorda “legado ímpar” do professor e investigador açoriano

O Presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, José Manuel Bolieiro, elogiou, ontem, a inspiração do Centro de Estudos Interdisciplinares do Século 20 da Universidade de Coimbra de instituir a Bolsa Carlos Cordeiro, numa iniciativa que “muito honra a memória e o legado de Carlos Cordeiro, mas também a investigação e o saber dos Açores e de Ponta Delgada”.
“É uma honra podermos sentir que há este reconhecimento pelo seu prestígio”, expressou com gratidão.
“Apaixonado pela alma autonómica, sempre procurou descobrir os eventos e os factos que davam conteúdo e fundamento a esta alma autonómica e procurou a sua divulgação para que houvesse mais paixão”, recordou o edil, na sessão de apresentação da Bolsa Carlos Cordeiro, ontem, no Salão Nobre.
Lembrou, igualmente, a “visão desassombrada” do investigador e professor da Universidade dos Açores  “na busca de parcerias para juntar a sua sede de saber com os saberes já investigados e com outros” e o seu contributo na criação do  Centro de Estudos Interdisciplinares do Século 20 da Universidade de Coimbra.
Carlos Cordeiro foi também Presidente da Comissão Municipal de Toponímia, Distinções honoríficas e Património Cultural, “tendo sido sempre um inspirador e bom conselheiro”, reconheceu o autarca.
“Deu conteúdo ao nosso caráter enquanto povo”, sublinhou, apelando à “missão coletiva de dar continuidade a esta prática”.
O Professor Doutor Luís Reis Torgal – orientador, colega e amigo – afirmou que “Carlos Cordeiro foi um excelente professor e investigador, mas acima de tudo foi um homem: um homem entregue à comunidade”.
Alexandra Cordeiro, filha do homenageado, em nome da família, expressou a alegria e o orgulho pela criação deste prémio.
No evento de ontem também usaram da palavra o Professor Doutor António Rochette, Diretor do Centro de Estudos Interdisciplinares do Século 20 da Universidade de Coimbra, que procedeu a uma breve apresentação da instituição que conta com 315 investigadores e da Bolsa Carlos Cordeiro, que será atribuída anualmente ao melhor projeto de tese de Doutoramento em Estudos Contemporâneos.
A Professora Doutora Graça Batista, em representação do Reitor da Universidade dos Açores, congratulou-se com a iniciativa do CEIS 20 e salientou o docente, investigador e pessoa que era Carlos Cordeiro.
O Professor Doutor Carlos Cordeiro foi membro fundador do Centro de Estudos Interdisciplinares do Século 20 da Universidade de Coimbra, CEIS 20, onde desenvolveu uma atividade de investigação científica tão intensa quanto importante.
A iniciativa de dar o nome do ilustre intelectual açoriano à recém-criada  bolsa visa, por um lado, homenagear o Professor Doutor Carlos Cordeiro, mas também, por outro lado, trazer o exemplo da sua vida e da sua obra para as novas gerações. Em particular, pretende-se sublinhar o modo como o trabalho, a investigação científica e a educação constituem instrumentos de crescimento e de progresso – tanto a nível pessoal, como a nível social. Nestes termos, a bolsa procura valorizar o percurso académico e científico do Professor Doutor Carlos Cordeiro, tanto na Universidade dos Açores, em que se formou e onde desenvolveu uma atividade científica a todos os níveis notável, como no exterior, em particular, no CEIS 20, e, a partir de ambos, um pouco por todo o Ocidente. E, elegendo-o como figura modelar, a bolsa procura ainda motivar os mais jovens ao investimento no ensino superior e na investigação científica enquanto agentes privilegiados de crescimento e de progresso.
Profundamente comprometido com a sua terra e com as suas múltiplas pátrias, que, desde a sua freguesia de São Pedro, se prologavam até à condição humana, na sua universalidade, o Professor Doutor Carlos Cordeiro sempre se encontrou disponível para as servir, aos mais variados níveis.


Autor(a):
Fonte: Diário dos Açores

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close