Açores

Açores voltam à BBC

Os Açores voltam à BBC, desta vez na série Blue Planet II. A “famosa série de ciências” vai-se deslocar aos Açores para explorar as ilhas e os mares.

O Observatório Vulcanológico e Geotérmico dos Açores foi convidado a integrar o programa, que vai ser filmado numa zona onde deverá nascer uma nova ilha.

O Observatório Vulcanológico e Geotérmico dos Açores foi convidado a integrar o programa da BBC Blue Planet II, que vai estar no arquipélago, numa zona onde se prevê que venha a nascer uma nova ilha.

Segundo o cientista Victor Hugo Forjaz, fundador do Observatório Vulcanológico e Geotérmico dos Açores, refere que uma equipa da “famosa série de ciências naturais deslocar- se-á aos Açores, possivelmente ainda este Verão, visando explorar as ilhas e mares circundantes”.

O projecto Blue Planet II dá continuidade ao Blue Planet, a série que, há cerca de 20 anos, uma equipa de cineastas de vida selvagem da Unidade de História Natural (UHN) da BBC decidiu realizar sobre os oceanos do mundo. E leva os Açores de novo à BBC, depois de, em 2017, ter feito parte de Ocean, uma série focada nos “mares profundos”.

Ao longo de vários anos de produção, a BBC regressou ao mundo subaquático, tendo as equipas realizado mais de uma centena de expedições por cerca de 50 países e filmado em todos os continentes e oceanos, e as tripulações concretizado milhares de horas de mergulho, incluindo nos mares mais profundos.

O cientista açoriano refere que, de acordo com Rachel Wicks, que coordena os contactos no enquadramento do programa Blue Planet II, as diversas expedições são dirigidas por “grandes nomes da ciência oceanográfica”.

De acordo com Victor Hugo Forjaz, as novas séries televisivas serão baseadas no Ocean Explorer, a mais recente nave oceanográfica do mundo, que está dotada com dois submersíveis, o Titan, um ROV de alta resolução, helicóptero detectores de peixes e laboratório “in board” da recente geração.

“Embarcam equipas científicas que estabelecerão parcerias com os científicos das costas de cada região visada”, declara o cientista.

No caso dos Açores, a conselho de Victor Hugo Forjaz, serão realizadas pesquisas específicas nas zonas vulcânicas do Banco D. João de Castro, onde ocorreu uma erupção submarina em 1720, no vulcão oceânico da Serreta, onde houve actividade vulcânica entre 1998 e 2001.

Victor Hugo Forjaz aponta ainda que a expedição científica da BBC vai estar também no Vulcão Sabrina, que data de 1811, sendo este um “baixio de 37 metros com fumarolas que desgaseificam continuadamente, e na zona a 25/30 quilómetros a noroeste de Capelinhos (2018-2019), onde Victor Forjaz estima que se localize “nova ilha vulcânica, um processo a longo prazo”.

Diário dos Açores

Redes Sociais - Comentários

Fonte
Diário dos Açores
Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

Close
Close