Açores

Açores querem reduzir consumo de combustível na pesca

O Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia adiantou que “está a ser equacionada” a colaboração do Centro para a Excelência e Inovação da Indústria Automóvel (CEIIA) com o Governo dos Açores para “um estudo e desenvolvimento de soluções que possam resultar na diminuição dos consumos de combustível pela frota de pesca regional”.

Gui Menezes salientou que a redução do consumo de combustível pelo setor das pescas traz “benefícios claros” ao nível da diminuição dos custos operacionais e do aumento do rendimento dos armadores, mas também no que concerne à “diminuição da pegada ecológica da frota regional, na medida em que são reduzidas as emissões de CO2 e de outros poluentes”.

O Secretário Regional frisou que este projeto terá também “implicações muito positivas” na promoção de uma imagem da pesca nos Açores “mais amiga do ambiente”, bem como na “sustentabilidade das nossas pescarias aos níveis económico, social e ambiental”.

Gui Menezes falava quarta-feira, em Matosinhos, à margem de uma visita ao CEIIA que teve como objetivo conhecer as áreas de atuação, investigação e desenvolvimento tecnológico desta entidade, bem como “as suas dinâmicas no que respeita ao modelo de incubação de empresas, cuja experiência é relevante para aquilo que se está a fazer nos Açores”.

Segundo o governante, este encontro serviu também para avaliar a possibilidade de se estabelecerem “ligações mais próximas” entre o CEIIA e os parques de Ciência e Tecnologia dos Açores.

Gui Menezes esteve também reunido com responsáveis deste centro de inovação, num encontro em que foram abordadas “possíveis parcerias” entre aquela entidade e empresas e centros de investigação regionais para o desenvolvimento de projetos e de tecnologias em áreas como a aquacultura ‘offshore’ ou o desenvolvimento de tecnologias marinhas de monitorização de embarcações e do ambiente.

O Secretário Regional lembrou que o CEIIA desenvolveu recentemente, em parceria com o investigador açoriano Jorge Fontes, do centro de investigação OKEANOS, “uma plataforma multisensor inovadora para o estudo não invasivo do comportamento de megafauna, que está a ser utilizada com grande sucesso no estudo de jamantas e tubarões”.

Gui Menezes referiu ainda que o CEIIA “demonstrou interesse na previsível implementação do porto espacial” dos Açores, dado que o setor aeroespacial é uma das suas áreas de atuação, “estando a desenvolver trabalho na área da concessão e construção de pequenos satélites e pequenos lançadores”.

O CEIIA é um centro de investigação e desenvolvimento de âmbito internacional vocacionado para as áreas da aeronáutica, indústria automóvel, mobilidade, oceano e espaço.

Nesta visita de trabalho, o Secretário Regional estava acompanhado pelos diretores executivos dos parques de Ciência e Tecnologia dos Açores, Arnaldo Machado e Duarte Pimentel, e por Fábio Vieira, gestor de projetos do Fundo Regional para a Ciência e Tecnologia.

GACS

Redes Sociais - Comentários

Fonte
GACS
Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close