Açores

Açores devolvem dinheiro a Bruxelas

Irregularidades no Pró-Rural

A Região Autónoma dos Açores vai ter que devolver a Bruxelas mais de 1,6 milhões de euros por irregularidades em três projectos agro-industriais que se candidataram ao Pró-Rural. Segundo noticiou ontem a Antena 1 Açores, a ordem veio do Tribunal Geral da União Europeia.

As fábricas da Unileite, da Pronicol e o grupo Finançor candidataram-se a apoios do programa Pró-Rural, em que tiveram os projectos aprovados, mas uma auditoria da Direcção Geral da Agricultura detectou a existência de irregularidades, segundo a rádio pública, tendo o Tribunal Geral da União Europeia obrigado à devolução das verbas.

O Director do Desenvolvimento Rural adiantou que Portugal, como estado membro, tinha recorrido da decisão do Tribunal, mas não ganhou. A Antena 1 diz que ainda tentou avançar com um segundo recurso, que não se efectivou.

Agora, Valter Braga assume que o dinheiro tem mesmo que ser devolvido. Não sabe é de que envelope sairá, conclui a rádio açoriana. Já da parte da tarde o Secretário Regional da Agricultura, João Ponte, veio esclarecer que, apesar do investimento ser privado, é a Região que terá de devolver o dinheiro, como se fosse uma coima.

Redes Sociais - Comentários

Fonte
Diário dos Açores
Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close