Açores

Açores: combate à infestação por térmitas já custou mais de 1 milhão de euros

O Diretor Regional da Habitação disse hoje, em Angra do Heroísmo, que os apoios disponibilizados pelo Governo dos Açores para o combate à infestação por térmitas já abrangeram nove dezenas de famílias, num investimento de cerca de um milhão de euros.

“Dos processos que deram entrada na Direção Regional da Habitação para combate à infestação por térmitas, cerca de 60 por cento dizem respeito a candidaturas da ilha Terceira”, salientou Orlando Goulart.

O Diretor Regional falava à margem de uma cerimónia de atribuição de apoios para recuperação de habitação degradada e combate à infestação por térmitas, que beneficiaram mais de duas dezenas de famílias dos dois concelhos da ilha Terceira.

“Os apoios aqui protocolados com famílias de 13 freguesias da ilha Terceira somam um investimento de 355 mil euros, dos quais 103 mil se destinam à recuperação de sete imóveis infestados por térmitas”, disse Orlando Goulart.

A infestação por térmitas é uma situação está maioritariamente concentrada nos centros das cidades de Ponta Delgada, em S. Miguel, e de Angra do Heroísmo, na Terceira.

O Governo dos Açores tem, desde 2010, um programa de apoio que estabelece medidas de controlo e combate à infestação por térmitas, assim como o regime jurídico para a concessão de apoios financeiros à desinfestação e a obras de reparação de imóveis danificados por esta praga.

Orlando Goulart salientou que, na atual legislatura, já foram atribuídos apoios no valor 9,7 milhões de euros a 715 famílias para recuperação de habitação degradada.

“Este é um procedimento que temos vindo a repetir todos os anos, em todas as ilhas, num contínuo esforço deste Governo para melhorar as condições habitacionais dos açorianos, tendo em conta o direito de acesso a uma habitação condigna”, referiu o Diretor Regional.

Redes Sociais - Comentários

Fonte
GACS
Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close