Açores

21 casamentos entre pessoas do mesmo sexo


No ano passado realizaram-se nos Açores 21 casamentos entre pessoas do mesmo sexo (8 no masculino e 13 no feminino), revelou o SREA em publicação a que o nosso jornal teve acesso.

Recorde-se que, coma Lei nº 9/2010 de 31 de Maio, passou a ser permitido o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo, pelo que, a partir de 2010, os valores divulgados pelo SREA também incluem esses casamentos.

Em 2017 foram celebrados, nos Açores, 921 casamentos (menos 1 que em 2016), um valor que relacionado com o efectivo populacional estimado para o meio do ano, revela uma taxa de nupcialidade de 3,8 casamentos por mil habitantes (valor igual ao do ano anterior).

Casamentos de preferência no Verão

As Ilhas de SãoMiguel, Terceira e São Jorge, são as ilhas que apresentam uma taxa de nupcialidade superior à média regional (3,9‰, 4,0‰ e 3,9‰ respectivamente).

As restantes ilhas apresentam, para este ano, taxas inferiores à média da região.

À semelhança do que vem acontecendo em anos anteriores os açorianos em 2017 continuaram a preferir casar nos meses de Verão, em especial em Julho (190 casamentos), Agosto (100casamentos) e Setembro (140 casamentos).

Em 2017, cerca de 85,9% dos nubentes optaram pelo regime geral de bens – a comunhão de adquiridos.

Do total de casamentos celebrados, cerca de 66,3% (611) dizem respeito a primeiros casamentos – casamentos de mulheres solteiras com homens solteiros – taxa inferior a 2016, que foi 69,6%.

Observa-se que o fenómeno de nupcialidade de 2ª ordem (segundos casamentos e superiores) em 2017foi mais significativo no caso do sexo masculino: do total de nubentes do sexo masculino, 1,2% eram viúvos e 21,8% divorciados; no caso do sexo feminino, 1,5%eram viúvas e 22,5% divorciadas.

623 divórcios no anos passado

De acordo com os dados de casamentos dissolvidos por divórcio, agora divulgados, em 2017ocorreram 623 divórcios, tendo sido registada uma diminuição de 1,9% relativamente a 2016, ano em que se registaram 635 casos.

A taxa de divórcio foi de 2,5‰, tendo descido 1,0 p.p. comparativamente a 2016.

Um outro indicador– número de casamentos dissolvidos através de divórcio por 100 casamentos celebrados – reflete a mesma realidade.

Em 2017 por cada100 casamentos celebrados registavam-se 67,4 divórcios enquanto que em 2016 o valor foi superior (68,9%).

Esta taxa apresenta valores elevados na maior parte das Ilhas.

Apenas as Ilhas de Santa Maria (66,7%), São Miguel (65,2%), São Jorge (66,7%) e Pico (67,3%)obtiveram valores inferiores à média regional.De entre os valores mais elevados, destaca-se aGraciosa, em que houve mais divórcios que casamentos (133,3%) e o Corvo onde se celebrou um casamento e onde ocorreu 1 divórcio.

Redes Sociais - Comentários

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

 

Quer receber a edição semanal e as newsletters editoriais no seu e-mail?

 

Mais próximo. Mais dinâmico. Mais atual.
www.mileniostadium.com
O mesmo de sempre, mas melhor!

 

SUBSCREVER