Açores

10 Junho: Representante da República valoriza espírito dos açorianos

O Representante da República para os Açores, Pedro Catarino, valorizou esta quarta feira, na sua mensagem do 10 de Junho, o “comportamento cívico” e “espírito de solidariedade” dos açorianos na resposta à atual pandemia de covid-19.

“Estamos a atravessar um período muito difícil para as nossas vidas e para o nosso futuro. A reação de todos tem sido exemplar, muito especialmente no que respeita aos Açores”, considerou.

Para Pedro Catarino, o comportamento cívico, o espírito de solidariedade, a resiliência e o ânimo forte são sinais de que será possível “vencer este grande desafio” e ter esperança num “futuro livre da pandemia”.

A cerimónia do 10 de Junho nos Açores está hoje a decorrer na ilha Terceira com um número reduzido de convidados e sem condecorações, “atendendo às atuais circunstâncias” de pandemia de covid-19,

Na sua intervenção, o Representante da República definiu o atual momento como “a hora do relançamento” da economia, mas também da vida coletiva.

“Para que ela seja mais segura, mais estável, mais humana e mais justa. Mas também mais aberta ao mundo e ao conhecimento científico e tecnológico e mais ecológica. E é nesse espírito que todos, com todas as nossas forças, devemos trabalhar. Com afinco. Com determinação”, disse.

Pedro Catarino evocou ainda os 16 mortos na região de covid-19, e sublinhou o papel desempenhado pelos profissionais de saúde, “que deram e continuam a dar o seu melhor no combate à pandemia, procurando com espírito de abnegação e sacrifício salvar o maior número possível de vidas”.

“De igual modo, as forças de segurança, as forças armadas, os serviços de proteção civil e todos aqueles que, pelas suas funções, colaboraram na luta contra a pandemia, merecem o nosso reconhecimento e gratidão”, disse.

Os convidados presentes são o vice-presidente do Governo Regional, Sérgio Ávila, em representação do presidente do Governo Regional, o presidente da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo, a juíza coordenadora dos juízos de Angra do Heroísmo, em representação do juiz presidente da Comarca Judicial dos Açores, o comandante da Zona Aérea dos Açores, em representação do Comandante Operacional dos Açores, e o vigário geral da Diocese de Angra, em representação do bispo de Angra.

Desde o início da pandemia, foram detetados nos Açores 146 casos de covid-19, registando-se 130 recuperações e 16 mortes.

A região está desde sexta-feira sem casos ativos da doença.

A pandemia já provocou cerca de 408 mil mortos no mundo, incluindo 1.492 em Portugal.

Lusa

Redes Sociais - Comentários

Fonte
Lusa
Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

DONATE NOW

Close
Close