África

UE investe sessenta e cinco milhões de euros no combate à seca em Angola

A União Europeia (UE) investiu sessenta e cinco (65) milhões de euros em Angola para implementar o programa conjunto para o Fortalecimento da Resiliência e da Segurança Alimentar e Nutricional (FRESAN) no sul daquele país lusófono.

O FRESAN tem como principal objetivo combater a fome, a pobreza e a vulnerabilidade das comunidades mais afetadas pela seca nas províncias do sul de Angola, bem como reforçar a agricultura familiar sustentável.

Coordenado pelo Instituto Camões, o programa FRESAN tem melhorado a segurança alimentar e nutricional dos agregados familiares nas províncias mais afetadas pela seca, nomeadamente o Cunene, Huíla e Namibe.

Através da agência Francesa a UE presta igualmente apoio ao sistema escolar e formação profissional em Angola.

De acordo com Tomás Ulicny, chefe da Delegação da União Europeia em Angola, o mais importante e que deve constituir prioridade é a colocação de jovens a finalizar o ensino, não somente promover a formação de engenheiros. Para Tomás Ulicny o que Angola precisa é de uma força de trabalho bem qualificada.

O apoio ao Ensino Superior e formação profissional tem sido uma das prioridades na agenda de cooperação entre a UE e África, em especial em Angola.

Fonte: Euronews

Redes Sociais - Comentários

Tags
Mostrar mais

Artigos relacionados

Back to top button

Close
Close