Papa diz que Santo António é de Lisboa e não de Pádua

Views: 142

Na exortação apostólica “Gautede et Exsultate”, o Papa Francisco cita o Santo português como “Santo António de Lisboa” e não de Pádua. A “santidade é o rosto mais belo da igreja”, diz

Venerado em Portugal e no estrangeiro, é um dos santos mais populares da igreja católica. Santo António de Lisboa ou de Pádua? A pergunta tem dividido opiniões. O Papa Leão XIII chamou-lhe “o santo de todo o mundo”. Agora o Papa Francisco citou-o na exortação apostólica Gautede et Exsultate como “Santo António de Lisboa”.

Santo António nasceu na capital portuguesa no século XII, por volta de 1191, e morreu na cidade italiana a 13 de junho de 1231. O seu corpo foi sepultado na Igreja de Santa Maria Mater Domini, em Pádua, que se tornou um destino de peregrinação.

É considerado padroeiro de Lisboa, mas, na verdade, o patrono da diocese da cidade é São Vicente.

É conhecido por ser Santo António de Lisboa, pela cidade que o viu nascer, e por Santo António de Pádua, pela cidade onde morreu.

Na exortação Gautede et Exsultate (Alegrai-vos e exultai), divulgado no início desta semana, o Papa Francisco referiu-se ao “Santo António de Lisboa” e citou mais de 20 santos da igreja num texto que tem como objetivo indicar aos fiéis os caminhos da santidade.

“Para ser santo, não é necessário ser bispo, sacerdote, religiosa ou religioso”, defendeu Francisco num documento de 46 páginas, composto por 177 artigos. “Santidade é o rosto mais belo da igreja”, enalteceu.

Para o líder da igreja católica, a santidade é uma “luta constante contra o demónio”, que, defende, “é mais do que um mito”. “Não pensemos que é um mito, uma representação, um símbolo, uma figura ou uma ideia. Este engano leva-nos a diminuir a vigilância, a descuidar-nos e a ficar mais expostos. O demónio não precisa de nos possuir. Envenena-nos com o ódio, a tristeza, a inveja, os vícios”, alertou.

Comments: 0

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.