Vereador da Câmara de Toronto: Mammoliti defende Ford 

Views: 73

Um dos aliados mais próximos de Doug Ford disse que o plano para reduzir o número de vereadores na Câmara de Toronto é uma “ótima” maneira de se livrar da oposição democrática. ”Haverá menos políticos de esquerda na cidade de Toronto”, afirmou Mammoliti aos jornalistas numa conferência de imprensa no Queens Park, “isso será uma grande coisa”.  

Embora o plano de alterar os distritos eleitorais, meses antes de uma eleição, com consulta “zero”, esteja sendo visto como “antidemocrático” e o Sr. Ford sendo comparado a um “ditador da lata”, Mammoliti defendeu a decisão unilateral de interferir nas eleições locais - ”Doug Ford tem essa capacidade de saber o que o público quer”, disse Mammoliti, “ele tem a percepção de toda esta província e tem a sensação de que a maioria dos torontonianos querem isso agora”.  

O vereador da Câmara de Toronto rejeitou as críticas generalizadas de que as ações de Ford são “antidemocráticas”, alegando que “as pessoas que parecem ser as mais barulhentas e empenhadas em interromper essa ação são de esquerda”.

Mas afinal, quem é este vereador que se aliou ao atual premier? Para aqueles que não conhecem este político controverso, ele próprio foi membro do governo (1990-95) NDP, de Bob Rae. Sim, um esquerdista. Mais recentemente, em 2016, Mammoliti foi um dos vários vereadores de Toronto que apelaram a decisão da Câmara de adotar as recomendações da “Toronto Ward Boundary Review”, independente e não partidária, criada para distribuir uniformemente a representação política em resposta ao crescimento populacional de Toronto. Ele e outros vereadores dos subúrbios que apareceram no Queen’s Park opuseram-se aos limites traçados uniformemente, porque dava uma melhor representação às áreas densamente povoadas do centro da cidade. 

Sabe-se que, em abril deste ano, Mammoliti anunciou que estava a pensar concorrer pelos Conservadores do Ontário em Brampton depois de ter sido, pessoalmente, encorajado por Doug Ford, embora mais tarde tenha desistido desse plano.

A decisão de Ford é simplesmente uma tentativa de fraudar as eleições municipais. A comunicação social continua a chamar a este ato uma reforma. Isso é um erro. Mudar as fronteiras políticas para favorecer o partido no poder é uma tentativa muito flagrante de mudar as regras do jogo para que a oposição não possa vencer.  

Comments: 0

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.