Programa de línguas estrangeiras nas escolas católicas em risco

Views: 351

44 anos depois…

Programa de línguas estrangeiras nas escolas católicas em risco

No próximo dia 12 de julho, pelas 6pm, no Catholic Education Centre, (80 Sheppard Ave East), vai acontecer uma reunião – Special Board Meeting – de extrema importância para decidir o futuro do programa ensino de língua internacional (I.L.).

Pode estar iminente uma alteração profunda neste modelo do programa de ensino de línguas internacionais, entre as quais o português, no ensino regular de cerca de 43 das escolas que pertencem ao Toronto Catholic District School Board.

Este programa, que existe há 44 anos, tem funcionado em regime de “extended day”, ou seja, integrado no dia normal de aulas das escolas, mas há neste momento fortes indícios de que o Catholic School Board esteja a preparar-se para o transformar num “after school program”, o que, segundo as nossas fontes, poderá simplesmente significar, a curto/médio prazo, o fim do programa, colocando em risco o emprego de mais de 80 instrutores e a continuidade de um trabalho que se tem revelado muito adequado e bom para a multicultural sociedade canadiana.

Afinal, o que está em causa?

O programa de ensino de língua internacional, oferecido em cerca de 43 escolas católicas da área de Toronto, começa na pré-primária e vai até ao 8º ano. Cada classe/ano tinha até ao ano letivo 2017/2018 uma aula de 30 minutos por dia de português, italiano ou mandarim, dependendo da área. Daí que estas aulas ministradas por instrutores implicassem que o número de horas de trabalho letivo da escola se estendesse por 330 minutos/dia. Acontece que o horário normal os professores de inglês, das escolas sem este programa, é de 300 minutos/dia.

Após várias reclamações dos professores de inglês, que consideravam estar a ser prejudicados, em relação aos seus colegas de outras escolas sem este programa de I.L., porque permaneciam mais ½ hora/dia nas escolas e que o seu “planning time” ficava afetado e após várias reuniões para se chegar a um entendimento, ficou acordado reduzir o tempo de aula de ensino de língua estrangeira para 20 minutos por classe, para que assim o horário de todas as escolas passasse a ser igual – 8:30 am/ 3:00 pm ou 9:00 am/ 3:30 pm.

Na altura, os administradores garantiram que estas alterações não iriam afetar nem os ordenados, nem as percentagens, dos instrutores que lecionam as aulas de língua estrangeira.
Nos últimos dias o Toronto Catholic District School Board divulgou uma carta junto dos pais e cuidadores, onde anuncia a realização de um Special Board Meeting para discutir o futuro do programa de ensino de língua internacional (I. L.).

Segundo informações a que o Milénio teve acesso, a proposta que o Special Board Meeting se prepara para apresentar na assembleia do próximo dia 12 de julho, passa por transformar o programa de ensino de língua internacional num “after school program”, ou seja, as aulas de línguas internacionais passariam a ser ministradas depois das 3 da tarde. Ora, a acontecer esta mudança é de esperar (segundo a nossa fonte, é quase certo…) que muitos alunos deixem de frequentar o programa, o que por si só poderá significar, a curto/médio prazo, o seu fim. 44 anos depois!

“Está na altura de terem um pouco de respeito por nós e pela nossa comunidade!”

Um dos motivos para muitos pais escolherem as escolas católicas tem sido precisamente o facto de saberem que lá os filhos aprendem a língua de origem da família (português, italiano ou mandarim). Com uma decisão como a que se suspeita venha a ser anunciada no dia 12 de julho no Special Board Meeting, a comunidade portuguesa que, juntamente com os italianos, ajudou a construir o board católico e tanto tem ajudado a construir este país, será desrespeitada. Como afirmou ao Milénio a nossa fonte – “Está na altura de terem um pouco de respeito por nós e pela nossa comunidade!”

É por isso necessário que os pais façam ouvir a sua voz. Até porque segundo as nossas informações, estarão presentes algumas delegações de pais que se vão manifestar a favor da mudança para “after school program”, porque foram convencidos que o programa de ensino de língua estrangeira retira tempo para ensinar, aos professores de inglês. O que não é de todo correto.

O que fazer para estar presente na assembleia do próximo dia 12?

Para estarem presentes e, principalmente, para poderem manifestar opinião (poderão falar cerca de 3 minutos) todos os interessados deverão inscrever-se no seguinte website – www.tcdsb.org – e submeter o formulário para o email – delegations@tcdsb.org – ou para o fax nº 416- 229-5353.
Os registos devem ser feitos antes das 11am do dia da assembleia (12 de julho próximo).

Comments: 0

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.